WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: 8/out/2015 . 18:13

Crianças a partir de três anos já podem ser educadas para o trânsito

É possível conscientizar os pequenos com jogos e brincadeiras.

Google

Imagem Ilustrativa – Pinterest

Em todo o mundo, a cada quatro minutos, uma criança morre vítima do trânsito, segundo dados da Ong Criança Segura. No Brasil, de acordo com o Datasus, em 2012 foram 4.580 mortos por ano, destes, 38% são atropelamentos. Na faixa etária de 1 a 4 anos os acidentes representam 30% das mortes e 48% de 5 a 9 anos. Por isso, é importante educar as crianças neste cenário, para que compreendam a necessidade de atitudes responsáveis e que não coloquem em risco suas vidas.

Para a especialista em mobilidade da Perkons, Idaura Lobo Dias, para reduzir estes números é importante orientar as crianças sobre como se comportar quando pedestre e ocupante de veículo. “Atividades lúdicas ajudam a criança a entender, reconhecer o comportamento adequado para cada cenário e ter consciência dos limites e das capacidades que deverão desenvolver para estar no trânsito. Assim, a criança aprende brincando”, afirma a especialista, que lembra que o projeto Trânsito Ideal, possui um link com propostas de atividades para trabalhar o tema com crianças: como sinalização, as cores do semáforo, cuidados ao atravessar a rua, direções e a importância da faixa de pedestres e da cadeirinha.

Transitar é lição na escola

:: LEIA MAIS »

Conquista: leitor flagra infrações no trânsito do Bairro Brasil

Comportamento seguro: da imanência à transcendência.

Demetrius Pêgas (1)

Seria mesmo preferível se usufruir da libertinagem sobre rodas a ser responsável consigo mesmo? (Foto: Demetrius Pêgas/ Blog Transitar)

O tema comportamento viário é um tabu pra muita gente. Praticar deslocamentos respeitosos é algo que, infelizmente, foge da vivência. É preferível se usufruir da libertinagem sobre rodas a ser responsável consigo mesmo e por tabela, com o semelhante que se utiliza do mesmo espaço. Os conhecidos “acidentes de trânsito” surgem justamente disso: da negativa em assumir uma postura responsável nas ruas.

Milhares de atropelamentos e colisões vitimaram 44 mil brasileiros em 2012, segundo o Ministério da Saúde. Não pense que tudo isso resulta de fenômenos complicados, sua raiz é majoritariamente comportamental. Sim! O chamado “acidente” é, na grande maioria das vezes, precedido pela infração de trânsito, o comportamento inadequado. E na origem de tudo isso há comportamentos simples, coisas como estacionar na calçada, em fila dupla ou na contramão de direção, como nas imagens que ilustram o post enviadas por um leitor do Blog que flagrou essas situações no Bairro Brasil, em Vitória da Conquista (a região comercial do bairro é reconhecida pelos desrespeitos com as normas de trânsito) e que vão se “desenvolvendo” para infrações cada vez piores, por assim dizer.

Demetrius Pêgas (2)

Os chamados “acidentes” são na maioria das vezes precedidos por infrações de trânsito (Foto: Demetrius Pêgas/ Blog Transitar)

Deficiência na formação (humana, cidadã, de condutor) e no fator fiscalização levam muitos de nós a viver a imanência nas questões relativas ao trânsito. Enquanto isso o Brasil ostenta a quarta posição entre os países que mais matam na estrada (ruas). É preciso transcender.

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
outubro 2015
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia