WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: 19/out/2015 . 12:35

Cadeirinhas reduzem em cerca de 70% probabilidade de lesões fatais em bebês

Especialista enumera características do deslocamentos de crianças, que proporcionam segurança no trânsito.

Imagem Ilustrativa - You Tube

Imagem Ilustrativa – You Tube

A cada 4 minutos uma criança perde a vida no trânsito no mundo. Este é o dado divulgado pela Organização Mundial da Saúde no documento “Dez estratégicas para a segurança de crianças no trânsito”. Segundo o mesmo relatório, o problema é mais grave nos países de baixa renda, nos quais as taxas de mortalidade para crianças são em média três vezes maiores que nos países de alta renda.

No Brasil, país considerado em desenvolvimento segundo os critérios da Organização, no ano de 2013 foram 1.694 mortes de pessoas entre 0 e 14 anos – o que representa 4% de todas as mortes no trânsito no país (dados do Ministério da Saúde). Esta mesma faixa etária representa 24% da população brasileira.

41% das vítimas fatais no trânsito de 0 a 14 anos foram pedestres (dado relativo ao ano de 2013). Outros 36% das vítimas fatais seriam ocupantes de automóveis – ressalta-se, portanto, a importância da utilização dos dispositivos de retenção previstos na Resolução 277 do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito – (para menores de 10 anos). Os jovens nesta faixa etária vitimados como ocupantes de motocicletas representam 12% do total, seguidos pelos ciclistas, que correspondem a 9% na distribuição das mortes por modo de transporte. Em alguns estados brasileiros, vale destacar que as vítimas fatais de 0 a 14 anos ocupantes de motocicleta representam percentuais bem maiores, chegando a 21% do total nos estados do Nordeste e a 18% nos estados do Norte, que são também as regiões onde a utilização da motocicleta é mais difundida.

“Isso reforça ainda mais a importância do cumprimento da legislação pertinente ao tema. Segundo o documento da OMS, os sistemas de retenção reduzem a probabilidade de lesões fatais em cerca de 70% entre bebês e de 54% a 80% entre as crianças menores” explica o professor Tiago Bastos, doutor em Engenharia de Transportes e professor da Universidade Federal do Paraná e membro do ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária).

Bastos enumera algumas características particulares das crianças, que proporcionam segurança no trânsito:

  1. Crianças são caracterizadas pela imprevisibilidade nos deslocamentos, ou seja, podem mudar de direção repentinamente, ficando na rota de colisão de automóveis e outros veículos;

  2. Crianças possuem estrutura corporal mais frágil, de modo que podem ser mais suscetíveis a traumatismos em caso de impacto;

  3. Crianças tendem a ter um nível de atenção menor;

  4. Crianças podem não entender devidamente a sinalização de trânsito e possuem baixa capacidade de avaliar situações de risco;

  5. Crianças são menores que adultos, portanto mais difíceis de serem vistas;

  6. Em muitos locais, as ruas são os únicos espaços públicos que as crianças têm para brincar.

Com informações do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
outubro 2015
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia