WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Educação sobre o trânsito’

Ser gentil no trânsito é fazer a melhor escolha

Mesmo se estiver ‘em cima’ do horário, em engarrafamentos, ou situações que favoreçam o descontrole, manter a calma é o primeiro passo para a garantia da segurança.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

O trânsito, todos nós sabemos, é um espaço compartilhado que, portanto, deve ser dividido entre condutores de veículos, motociclistas, ciclistas e pedestres. Não raro, os conflitos decorrentes dessa divisão são presenciados, envolvendo todos os grupos que transitam pelas vias. Não raro, também, esses conflitos terminam em graves ocorrências.

Qualquer pessoa quando sai de sua casa para cumprir qualquer trajeto tem como meta chegar ao final dele. É pouco provável que alguém saia disposto a enfrentar, ou iniciar, brigas ou discussões, que podem resultar em acidentes, por exemplo.

Para evitar que isso ocorra, a gentileza no trânsito é fundamental. Mesmo se estiver ‘em cima’ do horário, em engarrafamentos, ou situações que favoreçam o descontrole, manter a calma é o primeiro passo para a garantia da segurança; é a escolha que pode fazer a diferença no trânsito.

Por defender essa postura, a da paz no trânsito, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, indica alguns comportamentos para as pessoas que querem fazer a diferença no trânsito.

Confira:

  1. Se desculpar por eventuais falhas ou erros.

  2. Dar passagem a outro veículo ou a motocicletas.

  3. Verificar os retrovisores e sinalizar antes de qualquer manobra.

  4. Sinalizar com o pisca-alerta em casos de paradas abruptas.

  5. Usar o farol mesmo durante o dia para se tornar mais visível.

  6. Estacionar corretamente, sem invadir o espaço alheio ou prejudicar o trânsito.

  7. Saber ser tolerante e ceder passagem a outros motoristas que desejam trocar de faixa ou acessar a via.

  8. Respeitar a faixa de pedestres.

  9. Não se envolver em discussões.

Fonte: OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Faltou atenção: condutor acerta poste na Vila Serrana

Falhas humanas, como a falta de atenção, geram 94% dos acidentes, diz estudo.

Foto: Clécio Soares

Foto: Clécio Soares

Desatento, o condutor se chocou contra um poste de iluminação na manhã deste sexta-feira (17), na Vila Serrana, Zona Oeste de Vitória da Conquista. Segundo o próprio relato do homem, que não se feriu, ele se destraiu enquanto conduzia. Agentes de trânsito do Simtrans registraram a ocorrência.

Segundo levantamento do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo, 94% dos acidentes fatais no Estado são causados por falhas humanas.

Ciclistas usam ‘respeitômetro’ para mostrar distância a motoristas no RS

Estrutura acoplada a bicicletas é semelhante a régua tem largura de 1,5m.
Distância deve separar carros de ciclistas conforme a legislação de trânsito.

Campanha destaca a distância de ultrapassagem: 1,5 metro (Foto: Guilherme Formiga, divulgação/DetranRS)

Campanha destaca a distância de ultrapassagem: 1,5 metro (Foto: DetranRS)

Uma iniciativa com objetivo de conscientizar motoristas sobre respeito no trânsito levou nesta quinta-feira (9) várias bicicletas para a rua em Porto Alegre com o “respeitômetro” acoplado. A estrutura, semelhante a uma régua, tem largura de 1,5m, e é usada para demonstrar a distância que deve separar carros de ciclistas conforme a legislação.

A ação foi realizada pelo Detran-RS, em conjunto com a Mobicidade, Associação de Ciclistas de Porto Alegre (ACPA) e Laboratório de Políticas Publicas e Sociais (Lappus). As bicicletas com o equipamento circularam pela Avenida Wenceslau Escobar, na Zona Sul.

A iniciativa marca o Dia de Mobilização pela Segurança dos Ciclistas, após um grupo de trabalho desenvolver um trabalho para informar sobre a legislação relacionada às bicicletas no trânsito. “Concluímos que falta a muitos motoristas a consciência de que a bicicleta é um veículo e que seu espaço nas ruas junto com carros, ônibus e motos é garantido por lei”, explica a coordenadora do grupo de trabalho, Laís Silveira.

Segundo a pesquisa, entre os principais problemas enfrentados pelos ciclistas, a falta de respeito dos condutores de veículos motorizados ocupa o topo do ranking, com 33,5% das citações. Também preocupam os ciclistas, a falta de segurança no trânsito (28,1%) e a falta de infraestrutura. Este último item foi apontado também como obstáculo para maior frequência de uso: 46,9% afirmaram que mais infraestrutura cicloviária os faria pedalar mais. Fonte: Mobilize e G1.

Cidadania: evite estacionar nos passeios

Colabore com a comodidade e segurança dos pedestres, afinal você é um de nós.

Imagem gentilmente cedida pelo Blog do Léo Santos

Imagem gentilmente cedida pelo Blog do Léo Santos

Carros e motos ocupando passeios e calçadas é uma cena comum por toda parte. Em Vitória da Conquista, a infração se torna ainda mais corriqueira nos bairros.

Diariamente todos queremos comodidade e fluidez no trânsito mas antes de tudo, deve vir o fator segurança. E de modo coletivo. A cidadania nas ruas oferece a qualidade de vida que diminui os riscos e os próprios acidentes.

E em se tratando dos passeios, eles devem estar sempre livres para o trânsito das pessoas. Estacionar nessas áreas, de acordo o Código de Trânsito Brasileiro, é infração de natureza grave (R$ 195,23 + 5 pontos).

Luminosidade excessiva também pode gerar risco

Condição ocorre, em geral, no início da manhã e no final da tarde e pode dificultar a visão do condutor.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Ver e ser visto é uma das regras da segurança no trânsito.  Mas existem algumas condições adversas que podem ampliar os riscos no trânsito, entre elas, a luminosidade que, quando em demasia ou em escassez, prejudica a visão do motorista. Se estiver dirigindo entre o final da tarde e início da noite, ou no início da manhã, esteja atento porque a luminosidade neste período pode dificultar sua visão.

Portanto, em momentos em que a luz do Sol estiver indo direto em direção ao seu rosto, reduza a velocidade, utilize óculos escuros e o quebra-sol. Outra dica é observar alguma referência do lado direito da pista. O Sol pode impedir também a visualização de semáforos e de placas de sinalização. A melhor postura do condutor nesses casos é reduzir a velocidade para certificar-se da indicação da placa ou sinal de trânsito. O ideal, principalmente em ocasiões de viagens, é programar-se para evitar essa condição.

Para garantia de uma viagem segura, os faróis devem estar sempre bem regulados e acionados corretamente. Ou seja, a luz baixa é para, obrigatoriamente, ser utilizada à noite, ainda que você transite por uma via de boa iluminação. Agindo desse modo, seu veículo poderá ser visto por outros condutores mesmo em momentos de chuva forte ou em túneis, evitando eventuais possibilidades de ocorrência de acidentes.

Nunca use o farol alto ao cruzar outro veículo porque, se o fizer, a visão do outro condutor pode ficar ofuscada. Se, ao contrário, o farol alto for de outro veículo, você deve desviar o olhar para um ponto de referência na faixa à direita da pista.

No caso de o farol de veículo que vai atrás do seu estiver refletindo no espelho retrovisor, ajuste-o para desviar o facho de luz. E em caso de penumbra, que ocorre frequentemente na passagem do final da tarde para o início da noite ou no fim da madrugada para o nascer do dia, também acenda o farol baixo.

Fonte: OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

O Carnaval está acabando…veja dicas para voltar para casa com segurança!

Para aqueles que não tem como evitar a viagem, é preciso primeiro estar bem descansado e planejar muito bem, para evitar imprevistos.

scolher o dia e a hora de menor movimento faz parte da programação de viagem.

Escolher o dia e a hora de menor movimento faz parte da programação de viagem.

O Carnaval está acabando e chegou a hora de pensar na volta para casa. Para aqueles que vão pegar a estrada há uma preocupação a mais, o maior movimento nas rodovias e a consequente a falta de segurança. Escolher o dia e a hora de menor movimento faz parte da programação de viagem. Para quem não precisa voltar a trabalhar, o ideal seria esperar passar esse alto fluxo nas estradas e voltar depois das 12h da quarta-feira de cinzas.

Para aqueles que não tem como evitar a viagem, é preciso primeiro estar bem descansado e planejar muito bem, para evitar imprevistos. “Nada de sair da folia e pegar direto a estrada. O condutor deve dormir e estar bem descansado, com toda a sua capacidade física e psíquica preparada para o ato de dirigir”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor da Tecnodata.

Para viajar alguns cuidados básicos são indispensáveis à segurança no trânsito.

Documentação

Confira se você está com toda documentação em dia e se não se esqueceu de pegar o RG, a carteira de motorista e o documento do veículo. Qualquer problema no trajeto pode ser imprescindível apresentá-los.

Chuva

Com a pista molhada, a atenção deve ser redobrada. Evite freadas bruscas e procure dirigir a uma velocidade menor. Cuidado com as poças na estrada e, em casos de chuvas torrenciais, o ideal é encostar no primeiro posto de gasolina e esperar diminuir.

Crianças

É obrigatório o uso de cadeirinhas ou assentos infantis para crianças menores de sete anos e meio. Use o equipamento ideal para cada faixa etária. E menores de 12 anos somente no banco traseiro. Esses cuidados são indispensáveis à segurança dos pequenos. Outra recomendação: todos os passageiros do veículo devem estar de cinto de segurança, inclusive os do banco de trás.

Horário

Sempre que possível é aconselhável evitar os horários de pico — final da tarde, começo da noite e primeiras horas da manhã. Em feriados prolongados, como o do Carnaval, sair nesses períodos é certeza de enfrentar congestionamentos.

Prudência

A maioria dos acidentes é causada pela imprudência dos motoristas. Respeite a sinalização e as leis de trânsito, respeitando os limites de velocidade da via e mantendo distância segura em relação ao veículo da frente.

Sono

Nunca pegue a estrada com sono. Caso a sonolência chegue durante a viagem, pare em um posto de combustível e tire uma soneca — não é o ideal, mas ajuda. Uma “piscada” mais demorada ao volante pode causar um grave acidente.

Bagagens

Levar muitas malas significa maiores consumo de combustível e distância necessária para frenagem. Coloque tudo no porta-malas, deixando os volumes mais pesados embaixo. Não deixe objetos soltos no carro, pois eles podem “voar” em manobras bruscas e, consequentemente, ferir os ocupantes.

Luzes

Cheque as lâmpadas dos faróis alto, baixo e de neblina, além das luzes dos freios e das setas de direção (pisca-pisca). Se possível, faça a regulagem do facho dos faróis, que iluminam menos e ofuscam a visão dos motoristas contrários quando estão mal regulados.

Pneus

Verifique o estado de todos os pneus, inclusive o reserva. Faça a calibragem de acordo com a pressão recomendada no manual do proprietário. É recomendável também checar o triângulo, o macaco e as chaves de roda — você pode precisar deles no trajeto.

Refeições

Procure fazer refeições leves antes de pegar a estrada. Comer demais ou ingerir comidas pesadas pode causar sonolência ou mal-estar durante a viagem. E, claro, nunca ingira bebidas alcoólicas.

Seguro

Tenha sempre à mão o número do telefone de emergência da sua seguradora e confirme se o prazo de validade do seguro não venceu. A maioria dos planos oferece assistência e reboque 24 horas em todo território nacional.

Fonte: Portal do Trânsito.

No carnaval, cuidado nas rodovias deve ser redobrado

É preciso manter uma distância segura, respeitar os limites de velocidade e estar atento.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

O primeiro “feriadão” nacional de 2017 começa neste fim de semana e, nessa época, muitos brasileiros se preparam para pegar as rodovias e curtir os dias de folia com a família e os amigos. O aumento do fluxo nas estradas exige atenção e cuidados redobrados.

De acordo com Gesieli Leandro, coordenadora de Segurança do Trabalho da Transpanorama, transportadora integrante do Grupo G10, os motoristas profissionais precisam ter atenção redobrada nas rodovias nessa época, pois eles também são responsáveis pelos veículos menores. “O maior cuida do menor. Mesmo um motorista consciente, com vários cursos e anos de estrada, não consegue parar um caminhão carregado de uma hora para outra. É preciso manter uma distância segura, respeitar os limites de velocidade e estar atento”.

Além disso, o motorista precisa se manter indiferente às distrações que são lhe apresentadas no trajeto. A psicóloga Mariana Oliveira explica que “numa velocidade de 75 KM/h, por exemplo, cinco segundos de distração equivalem a cem metros percorridos sem saber para onde está indo”. Músicas em volume alto, conversas paralelas (principalmente quando há desentendimento e apelo emocional), problemas familiares/financeiros e uso do celular ao volante são alguns dos fatores que provocam as distrações. As ligações telefônicas no viva voz também são perigosas e afetam 40% da atenção que precisa ser dedicada à direção. Fonte: Portal G10.

Conheça 8 benefícios do rodízio dos pneus

Compensar desgaste dos componentes, melhorar a estabilidade em curvas e frenagens entre outros; Confira.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

O rodízio dos pneus é uma prática conhecida para prolongar a vida útil dos componentes e pode ajudar na economia de combustível, mas existem outros benefícios para quem realiza o rodízio. Confira abaixo oito pontos positivos divulgados pela ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos):

1- O rodízio é realizado para compensar a diferença de desgaste dos pneus e ajuda a compensar em parte os desgastes irregulares que ocorreram por desalinhamentos das rodas ou impactos aumentando a durabilidade e eficiência.

2- Melhora a estabilidade do carro, principalmente em curvas e frenagens.

3- A indicação é que o rodízio seja feito em todos os pneus, seguindo as indicações do fabricante do veículo. Caso você não tenha essas informações, o ideal é fazer a troca a cada 10 mil quilômetros para pneus radiais.

4- Para veículos 4×4 o ideal é fazer o rodízio em “X” dos quatros pneus (caso não sejam unidirecionais).

5- No caso dos pneus assimétricos, eles devem ser movimentados de modo que o rodízio deixe sempre o lado externo do pneu montado na parte externa, ou seja, o pneu não pode ser invertido no aro. Para os pneus unidirecionais, o ideal é movimentar os pneus no mesmo lado do veículo, já que o sentido do giro não pode ser invertido.

6- Para veículos com medidas diferentes nos dois eixos, o rodízio é feito trocando-se os pneus do meu eixo entre si, ou seja, do lado esquerdo para o lado direito e vice-versa

7- Caso as rodas estejam mal alinhadas, prejudicadas por regulagem incorrenta dos ângulos de convergência, cáster e câmber, um pouco tempo os pneus estarão com um lado da banda de rodagem mais desgastado do que o outro. O alinhamento e o rodízio podem compensar estes desgastes irregulares caso não tenham progredido demais.

8 – Caso você rode muito tempo com a calibragem errada dos pneus, o desgaste também será irregular, com pouca pressão, ele consumirá rapidamente a borda dos pneus, enquanto se a pressão for demais o meio da banda de rodagem desgastará primeiro. Por isso que o ideal é verificar frequentemente a calibragem dos pneus, pelo menos uma vez por semana, já que apenas o rodízio não compensará os desgastes excessivos causadas pela pressão incorreta dos pneus. Fonte: Motorpress.

No trânsito, não tenha pressa; prefira a cautela

Praticar a gentileza com  outros condutores e pedestres e praticar a direção responsável contribuem para evitar acidentes.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

A rotina está de volta. Os compromissos se acumulam e as pessoas têm que encontrar tempo para cumprir todos eles, que parecem aumentar em proporção idêntica à evolução tecnológica. As 24 horas de cada dia parecem insuficientes para cumprir as demandas da vida moderna.

Essa correria a que tantas pessoas são submetidas diuturnamente geram um fator extremamente negativo: o estresse. Se no dia a dia ele já é ruim, no trânsito é altamente perigoso, uma vez que o próprio trânsito, em especial o das grandes cidades, é um gerador de estresse.

Portanto, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária,ressalta a necessidade de não dirigir com pressa e indica algumas atitudes que podem aliviar as tensões do trânsito e, desse modo, contribuir para o cumprimento de um trajeto, ou mesmo uma viagem, com maior segurança.

Entre elas, praticar a gentileza no trânsito é uma postura importante contra o estresse, em especial o estresse do outro. Sendo assim, alertam os especialistas do OBSERVATÓRIO, mesmo que o condutor seja provocado, deve procurar manter a calma e não usar seu carro como uma “arma”.

Outras técnicas também contribuem em demasiado para a paz entre condutores nas vias e nas rodovias. Confira quais são elas:

  1. Motorista, faça alongamentos, quando for enfrentar trajetos longos ou congestionados;

  2. Mantenha uma boa postura e respire, pois ficar na mesma posição pode levar a dores de cabeça, nas costas e pescoço, e ardência nos olhos; causando irritabilidade e reações inesperadas;

  3. A cada uma ou duas horas, faça paradas e também beba água. Quando você faz uma pausa, a tendência é relaxar;

  4. Ligue sempre o ar-condicionado em viagens longas para garantir o seu conforto. Procure manter um ambiente agradável no carro, evite discussões, que gerem mais estresse e podem desviar sua atenção;

  5. Planejar a viagem pode ajudar a evitar trajetos congestionados. Hoje, aplicativos podem ajudá-lo a fugir de rotas com trânsito lento e parado;

  6. Ouvir música ajuda a relaxar, mas tome cuidado com o volume que pode distrai-lo ao longo do trajeto;

  7. Evite manusear equipamentos como CDs ou pendrives, que podem tomar sua atenção. Antes de sair, já coloque o pendrive para não se distrair;

  8. Outras atitudes como se alimentar e dormir bem e também praticar esportes podem ajudar a minimizar o estresse;

  9. Nunca dirija se estiver cansado.

Educação para o trânsito: Desafios e responsabilidades

Por Nelson Piôto*

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Volto a refletir sobre a obrigatoriedade de implementação da educação para o trânsito nas escolas regulares.

A Portaria 147/2009 do DENATRAN, que apresenta as Diretrizes Nacionais para a Educação para o Trânsito no Ensino Fundamental, confirma que a Lei 9.503/1997 – Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – determina a implementação da educação para o trânsito em todos os níveis de ensino (educação infantil, ensinos: fundamental, médio e superior).

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que passou a vigorar a partir de 22 de janeiro de 1998, (…) traz um capítulo exclusivo à educação, determinando, entre outros aspectos, a implementação da educação para o trânsito em todos os níveis de ensino. (Portaria DENATRAN 147/2009, pag.1) (grifo nosso).

Desde 22 de janeiro de 1998, portanto há 19 anos, há uma lei, em obediência à qual, as escolas de qualquer nível deveriam estar trabalhando a educação para o trânsito. Por que isso não está acontecendo? Ou, colocando de outra forma: Existem leis que não precisam ser cumpridas?

Insisto neste assunto porque todos os pesquisadores que estudam “o trânsito” em busca de soluções para a violência que nele impera afirmam: Esse problema só terá solução quando, através da educação, for possível mudar a atual cultura de que o carro tem prioridade sobre a vida e que respeitar leis não é obrigação. Assim, apesar do CTB, das resoluções do Conselho Nacional do Trânsito, da “lei seca” e outras, condutores dirigem após beber – e matam – outros avançam sinais, ou não respeitam as faixas de pedestres, ou trafegam na contramão, ou em velocidade acima da permitida – e matam.

Mas como mudar essa cultura através da educação escolar se as escolas responsáveis por isso não cumprem a lei? E não se vê qualquer autoridade a obrigar que a lei seja cumprida.

Olha que o DENATRAN, e não o MEC foi o que se preocupou em estabelecer diretrizes curriculares, para que as escolas tenham base para trabalhar nesse assunto.

:: LEIA MAIS »

manual fiscalizacao transito

alto escola transito rapido

twitter
facebook

ultimas noticias
março 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia