WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Vídeos’

Quem são e onde estão as vítimas mais frequentes do trânsito?

Maioria das indenizações foi para jovens de 18 a 34 anos somando 49%.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Um pouco mais de 192 mil indenizações foram pagas no primeiro semestre de 2017 pela Seguradora Líder-DPVAT, responsável pela gestão do Seguro DPVAT. Desse total, 15% correspondem a casos de reembolso de despesas médicas, 75% a invalidez permanente e 10% a morte. Em outras palavras, são 27.870 novos feridos, 144.950 mil novos inválidos e 19.367 pessoas mortas no trânsito. Um dado preocupante, né?!

Apesar desse volume de indenizações ser 9% inferior quando comparado ao mesmo período de 2016, podemos afirmar que o trânsito brasileiro continua gerando populações de cidades inteiras de vítimas do trânsito. Uma verdadeira guerra que mata muito mais do que outras por aí e passa diante de nossos olhos. Nessa batalha, o homem está no front: 75% das indenizações foram destinadas a pessoas do sexo masculino e 25% às mulheres.

Sabe quem são as vítimas mais frequentes? Os condutores. Eles somaram 111.536 (58%) indenizações pagas pela Seguradora Líder-DPVAT. Desse número, 95.280 estavam na direção de uma motocicleta. O Brasil também perde uma parcela importante da sua população economicamente ativa para a violência no trânsito, pois 69% das indenizações foram destinadas a pessoas de 18 a 44 anos.

Dados levantados pelo Centro de Estatística da Seguradora Líder-DPVAT mostram que jovens entre 18 e 34 anos foram os mais impactados. Trata-se de uma importante parcela da população, já que são vítimas em idade economicamente ativa.

A maioria das indenizações do Seguro DPVAT  foi para jovens de 18 a 34 anos. Eles representam 49% das indenizações = 94.167 pessoas.

A moto ainda é o veículo que mais gera acidentes, tendo como principal vítima o próprio motociclista. Eles, que representam apenas 27% da frota, concentraram 74% das indenizações.

A maior parte das indenizações pagas aos motociclistas, 80%, foi para invalidez permanente. Desse total, os jovens de 18 a 44 anos somaram 85.382 pessoas.

Sobre o horário, a maioria dos acidentes aconteceu entre o período da tarde e parte da noite. A faixa entre 13h e 20h concentrou 45% dos acidentes no primeiro semestre de 2017. Já a região Nordeste ficou com a maior parte das indenizações, 32%, seguida pela Sudeste, com 29%.

A região Sudeste concentra o maior inúmero de vítimas em acidentes fatais, com 35%, seguida de perto pela região Nordeste, com 31%.

As informações são do Viver Seguro no Trânsito.

Exclusivo: motorista revela que mecânico alertou sobre problema nos freios

Foto: Blitz Conquista

Foto: Blitz Conquista

A tragédia foi anunciada, mas Antônio Fabiano Queiroz não deu a devida atenção ao alerta dado por um mecânico sobre a deficiência nos freios.

Antônio é o condutor do caminhão causador da tragédia que resultou com uma pessoa morta, doze feridas, sendo cinco em estado grave na manhã desta sexta-feira (07) em Vitória da Conquista.

Em entrevista concedida ao jornalista Frarlei Nascimento, o motorista revelou que, ainda na região da Lagoa das Flores, ele parou em um posto de combustível para completar o óleo da caixa de transmissão. Durante o serviço, o mecânico percebeu que o carro “estava sem lona” e o alertou. Antônio ignorou e optou por seguir viagem. Quatro quilomêtros depois aconteceu a tragédia.

Logo após o acidente, Antônio foi submetido ao teste do “bafômetro” e comprovou que não havia ingerido bebida alcoolica.

Porém, a PRF – Polícia Rodoviária Federal não teve como saber a velocidade do caminhão no momento do acidente. O disco do tacógrafo estava vencido.

Confira a entrevista:

Fonte: Blitz Conquista.

Vídeo: Condutor desobedece sinalização e provoca acidente em Conquista

A aproximação de qualquer cruzamento, não importando o horário, exige cuidado com a velocidade e atenção com a sinalização de trânsito.

Fotos: Adriano Gomes

Fotos: Adriano Gomes

A colisão entre dois carros deixou um homem ferido na noite de sábado (17) em Vitória da Conquista.

Um dos condutores avançou a placa de Parada Obrigatória e causou o incidente na Rua B, Bairro Morada dos Pássaros, na Zona Sul da cidade. Por sorte uma mulher que passava pelo local não foi atingida pelos veículos.

Agentes de trânsito do Simtrans deram suporte à PM no registro da ocorrência.

Agentes de trânsito do Simtrans deram suporte à PM no registro da ocorrência.

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar, que não divulgou a identidade e estado de saúde da vítima, com suporte de agentes de trânsito do Simtrans.

A aproximação de qualquer cruzamento, não importando o horário, exige cuidado com a velocidade e atenção com a sinalização de trânsito. Veja o flagrante do incidente:

Detran traz história real para falar com jovens neste Dia dos Namorados

Campanha aborda grandes datas comemorativas, como Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal. A primeira peça foi lançada em maio, para o Dia das Mães.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) lança um novo vídeo da série “Dias Inesquecíveis”, parte de campanha publicitária que fala sobre amor, presentes e momentos especiais. Mas, neste ano, o Departamento chama a atenção dos casais para o cuidado com a vida, e traz a história real de Amanda Kothwitz, de 21 anos, moradora de Prudentópolis.

“Meu namoro com o Will foi a melhor fase da minha vida, nos apaixonamos, fomos morar juntos e eu engravidei. No dia 18 de maio de 2015, aniversário dele, estávamos muito felizes porque estávamos na nossa casa, com nosso filho. O Arthur estava com quatro dias e essa era a nossa nova vida”, conta Amanda.

“Naquele dia ele saiu para trabalhar em um evento, em outra cidade. Era madrugada e, no caminho, um motorista de ônibus, que estava em alta velocidade, não conseguiu fazer uma curva. O ônibus invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro do Will”, lembra.

Willington Luís de Oliveira Brum da Fonseca tinha 26 anos no dia do acidente e a história escolhida pelo Detran revela uma parte do sofrimento de milhares de famílias brasileiras. Dados do Seguro DPVAT mostram que o trânsito já é a segunda principal causa de mortes de jovens no Brasil e 28% das indenizações pagas por morte, invalidez permanente ou despesas médicas no país são para pessoas com entre 25 e 34 anos.

CAMPANHA – O novo vídeo do Detran, produzido com a Secretaria de Estado da Comunicação Social, faz parte de uma campanha extensa que deve abordar grandes datas comemorativas, como Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal. A primeira peça foi lançada em maio, para o Dia das Mães.

“A ideia é usar estas datas para lembrar que não existe presente maior que o cuidado com a vida. Dirigir com responsabilidade e segurança é pensar em quem amamos e saber, ainda, que o motorista do carro ao lado também tem uma família. Nossas ações no trânsito nunca são individuais, os impactos são sempre coletivos”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Desde 2011, o Departamento investe em campanhas de grande impacto e em ações de longa duração. “Só no ano passado registramos cerca de 28 mil vítimas de acidentes no Estado. O Governo do Paraná acredita e investe em educação para o trânsito e os resultados têm sido positivos”, acrescenta ele. Assista o vídeo:

Fonte: Assessoria de Comunicação.

Programa aborda a raiva no trânsito

Reações descontroladas que, em um desatino instantâneo, podem ser o caos na vida das pessoas.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Reações insensatas, exageradas, descontroladas que, em um desatino instantâneo, podem ser o caos na vida das pessoas. Ou um desastre no trânsito. É um tipo de comportamento perigosamente presente nas ruas, avenidas e estradas. Um baita nó do trânsito.

“O comportamento no trânsito é um indicador preciso das características de cada indivíduo. Quem tem boa maturidade e equilíbrio sabe controlar suas tendências e atitudes inadequadas”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito.

O Programa

O programa “Nós do trânsito” é um bate-papo descontraído, sobre um assunto muito sério, produzido pelo Portal do Trânsito e pela Tecnodata. O Doutor em História Rodrigo Santos conversa com o Especialista em Trânsito Celso Mariano em um videocast que se propõe analisar, discutir, opinar e contribuir para desatar os nós do trânsito.

Toda segunda-feira, no Youtube, uma nova edição do programa trará assuntos atuais e temas polêmicos com um tom extrovertido, transformando assuntos, às vezes muito complexos, em uma conversa agradável, de fácil entendimento e altamente educativa. Assista:

Fonte: Portal do Trânsito

7 Passos para andar melhor na rua

É importante parar um pouco e refletir se estamos fazendo aquilo que achamos tão básico da melhor forma possível.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Quanto tempo faz que você não pensa no seu andar? Ou na sua capacidade de falar “mamãe”? Anos, décadas, não é? Ações básicas, como andar ou falar, se tornam mecânicas após o processo de aprendizagem. Natural – ou você está pensando na sua respiração nesse momento?

Ao mesmo tempo em que essa “automação” das atividades é crucial para que consigamos fazer mais, é importante parar um pouco e refletir se estamos fazendo aquilo que achamos tão básico da melhor forma possível. Essa reflexão pode valer muito para uma ação simples como andar na rua. Além de útil, é necessária também. Quer uma prova? Tente lembrar então da última vez que você andou na rua (de uma cidade grande) e não se irritou em algum momento.

Se você nunca se irritou, pode parar aqui, escrever um livro e compartilhar seu segredo com o mundo. Eu me irrito, então procurei me atentar a erros que eu cometo, ou pensar em ideias que beneficiariam a todos nós que andamos na rua. Importante: essa não é uma lista de dicas de segurança. São muitas, de fácil acesso, e prefiro evitar redundância. Nada de “olhe para o lado antes de atravessar a rua!” também.

1. CALÇADA OU ASFALTO?

:: LEIA MAIS »

Campanha faz alerta a pessoas que sempre justificam seus erros no trânsito

Ação incentiva atenção nas ruas.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

A campanha #DirijaSemDesculpas é um alerta para as pessoas que sempre justificam seus erros ao volante ao provocar um acidente e um incentivo para que tenham atenção no trânsito.

Idealizada por um hospital ortopédico, a ação está presente nas redes sociais e promove eventos de conscientização para a prevenção dos acidentes viários.

O evento de lançamento reuniu o corpo clínico do Hospital Quinta D’Or (HQD), no Rio de Janeiro, e contou com a presença do Diretor do HQD, Dr. Odilon Neto. Na ocasião, Dr. Paulo Barbosa, diretor do COI e coordenador de Equipe de Trauma do HQD, apresentou dados sobre acidentes de trânsito no Rio de Janeiro, no Brasil e no mundo.

De acordo com Dr. Paulo Barbosa, médicos podem fazer muito mais do que tratar. “Nós, médico, temos a confiança dos pacientes e eles nos escutam. Precisamos nos ater a esta credibilidade e propagar cada vez mais a mensagem que precisamos firmar: atenção ao volante”, avaliou o idealizador da campanha.

“Toda ação de conscientização é bem-vinda. O movimento Maio Amarelo e a campanha Dirija Sem Desculpas são ações bastante oportunas para o momento que o mundo vive. Automóveis são meios de transporte, não de morte”, ressaltou Dr. Odilon.

Assista o vídeo da campanha:

Saiba mais da campanha clicando AQUI. As informações são da Assessoria de Comunicação.

‘Nós do Trânsito’ aborda a cultura do “não dá nada” do brasileiro

Um dos maiores NÓS do nosso trânsito é a maldita cultura do “não dá nada”.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Um dos maiores NÓS do nosso trânsito é a maldita cultura do “não dá nada”. Nossa descrença e desrespeito pelas regras e instituições, somadas à falta de compreensão de que trânsito é um assunto que afeta a todos, é fonte de inúmeros problemas.

“A cidadania é poderosamente promovida pela educação e é perigosamente mantida pela fiscalização”, provoca o especialista Celso Mariano. Esse foi o tema da conversa do NÓS DO TRÂNSITO desta semana.

O Programa

O programa “Nós do trânsito” é um bate-papo descontraído, sobre um assunto muito sério, produzido pelo Portal do Trânsito e pela Tecnodata. O Doutor em História Rodrigo Santos conversa com o Especialista em Trânsito Celso Mariano em um videocast que se propõe analisar, discutir, opinar e contribuir para desatar os nós do trânsito.

Toda segunda-feira, no Youtube, uma nova edição do programa trará assuntos atuais e temas polêmicos com um tom extrovertido, transformando assuntos, às vezes muito complexos, em uma conversa agradável, de fácil entendimento e altamente educativa. Assista:

Fonte: Portal do Trânsito.

Redução da velocidade é tema de campanha mundial

Com 80 km/h, a probabilidade de óbito em um atropelamento é de 60%, aponta especialista.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

O apelo é mundial: reduzir a velocidade para salvar vidas. Esse foi o tema da 4ª Semana Mundial das Nações Unidas sobre Segurança no Trânsito, que mostra novamente o alerta da Organização Mundial da Saúde do quanto às lesões e mortes no trânsito impactam nos sistemas de saúde pública.

Etienne Krug, diretor de Prevenção da Violência, Lesões e Incapacitações da OMS, explica que, quanto maior a velocidade, maior a probabilidade mortes no trânsito. “Se um veículo anda a 50 km/h e toca em um pedestre, a probabilidade de morte vai ser de 20%”, afirma. No entanto, se a velocidade de uma via for de 80 km/h, a probabilidade de óbito acaba triplicando (quase 60%). “É por isso que dedicamos a Semana das Nações Unidas sobre Segurança no Trânsito à velocidade, porque é tempo de agir e sabemos o que temos que fazer”, comenta Krug.

Em uma das ações da Semana, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) convidou diversos especialistas para responderem dúvidas frequentes sobre os perigos e consequências da velocidade excessiva no trânsito. Dentre eles, o especialista em trânsito e diretor do Portal do Trânsito, Celso Alves Mariano, o representante da OPAS/OMS no Brasil, Joaquín Molina, o professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB)  David Duarte Lima, além do sociólogo Eduardo Biavatti, entre outros.

Celso Mariano, que tem uma vasta experiência com educação para o trânsito, falou sobre o papel do instrutor de trânsito e do CFC nesta luta. “Na formação de condutores está uma oportunidade especial de entender a relação entre velocidade e segurança”, explicou o especialista.

Assista o depoimento na íntegra.

Campanha

A Semana das Nações Unidas é uma oportunidade única de advocacy, que contribui para atingir as metas 3.6 e 11.2 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ambas relacionadas à segurança viária. Por ocasião da Semana, a OMS lançou também a publicação “Save LIVES: a road safety technical package”, que detalha 22 medidas fundamentais baseadas em evidências consideradas mais prováveis de ter impacto nas mortes e lesões no trânsito, incluindo um item relacionado à gestão da velocidade. As informações são do Detran-BA e Portal do Trânsito.

Durante todo o mês o Simtrans realiza em Vitória da Conquista o ‘Maio Amarelo’

Movimento conscientiza sobre a falta do cinto de segurança e o uso do celular na direção.

Imagem: Reprodução | TV Sudoeste

Imagem: Reprodução | TV Sudoeste

Durante todo o mês de maio o Simtrans realiza em Vitória da Conquista uma campanha para orientar e conscientizar os motoristas sobre a falta do cinto de segurança e o uso do celular ao volante, que é a infração de trânsito mais frequente na cidade.

Uma combinação perigosa e que coloca em risco a vida de todos no trânsito: usar o celular dirigindo é uma infração gravíssima, com sete pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 293, 47. Mas ainda sim tem motorista desrespeitando a lei. Das dez mil autuações registradas de janeiro a abril deste ano em Vitória da Conquista, 23,48% são por uso de celular ao volante.

“Desde novembro do ano passado, essa multa teve um reajuste e a gente esperava que com este reajuste o motorista se conscientizasse mais” disse o agente de trânsito Tiago Barros. “Na realidade, no nosso município, ainda não está acontecendo [a conscientização] e esse é um dado alarmante e preocupante porque o maior índice de acidentes é causado pela falta de atenção e o celular é o principal vilão dessa situação” completou o agente do Simtrans.

No flagrante da reportagem, o motociclista aproveita o sinal fechado para usar o celular. O semáforo abre e mesmo assim o homem continua mexendo no aparelho telefônico. “Ele deve sim manter sua atenção durante todo o tempo e configura sim infração ele utilizar o celular mesmo nesse interrupção momentânea que é a parada, chamada, no semáforo” comentou Barros.

Segundo o Simtrans, 65% dos acidentes sem vítimas em Vitória da Conquista envolvem o uso de celular ao volante, e a maior parte desses acidentes são por causa de distração do motorista.

Para prevenir acidentes, o Movimento Maio Amarelo visa chamar a atenção dos motoristas, a irresponsabilidade no trânsito tem consequências. “Ele [o condutor] tem de ter a consciência de que não utilizar o cinto ou então utilizar o celular enquanto dirige vai colocar em risco a vida dele e de outras pessoas” finaliza o agente. Assista a matéria da TV Sudoeste:

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia