WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


O Rito da passagem (de ônibus!) Conquista: Viação Cidade Verde realiza higienização de abrigos 5 formas para você saber que seu carro está em boas mãos Comissão aprova prazo para análise de defesa prévia


ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista


gideao

Conquista: Sinalização na Siqueira Campos dura apenas algumas horas

No detalhe, a marca deixada na calçada após a retirada de placa.

No detalhe, a marca deixada na calçada após a retirada da placa.

Durou apenas algumas horas a permanência das placas que proibiam conversão à esquerda no cruzamento das Avenidas Siqueira Campos e Otávio Santos, em Vitória da Conquista.

Na manhã desta segunda (22), a equipe de sinalização do Simtrans esteve no local e colocou as placas, para logo a seguir, no início da tarde, retornar e remover. Segundo apurou a reportagem, não há previsões para retorno das placas.

No ÔNIBUS você respeita o ASSENTO PREFERENCIAL para IDOSOS? (ou permanece anestesiado?!)…

Por ACésarVeiga*

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Dentre diversos tópicos, aquele que aguça a vontade de “saber mais” é incontestavelmente os “anestésicos”…

(estimulado desde a faculdade, insisto em promover o impacto da “curiosidade” até os dias de hoje)

A “AN(sem) ESTESIA (percepção)”, no ser vivo pode ser identificada pela perda da consciência, relaxamento muscular e o sumiço das sensações corporais, resultantes da administração desta substância.

(entre diversos outros sintomas que seriam irrelevantes aos objetivos deste artigo)

Um belo exemplo de pessoas submetidas a esse procedimento de sedação é materializado naquelas pessoas que enxergamos “escarrapachadas” nos assentos preferencialmente reservado aos idosos, gestantes, pessoas com deficiência, obesas ou com mobilidade reduzida, nos ônibus urbanos.

(e que isso não seja o presságio daquela tremenda “zombaria”)

OBS 01: “escarrapachar” = sentar-se sem preocupação com o espaço ocupado, abrindo em demasia as pernas.

Observe o desastre ao qual da mesma forma estão sujeitos os responsáveis destas pessoas, quando aprovam que estes indivíduos perambulem por ai na categoria “zumbi”.

(parece que os freios da razão dos familiares e amigos tornaram-se fracos demais para conter esta demência)

Saibam que os anestésicos também provocam, entre outros efeitos, a imobilidade – ausência de resposta a estímulos nocivos -, mas não necessariamente “analgesia” – perda da sensação de dor -, completa.

:: LEIA MAIS »

Maio Amarelo leva ação educativa à Avenida Luís Eduardo Magalhães

Ação foi uma parceria da Coordenação Municipal de Trânsito com alunos do Colégio da Polícia Militar.

Fotos: Secom | PMVC

Fotos: Secom | PMVC

Os condutores que passaram pela Avenida Luís Eduardo Magalhães no início da manhã desta sexta-feira (19), foram surpreendidos por uma ação diferenciada. A Coordenação Municipal de Trânsito, em parceria com alunos do Colégio da Polícia Militar, realizou uma atividade educativa em pontos da via. A iniciativa integra a programação do Maio Amarelo em Vitória da Conquista, movimento internacional de conscientização e prevenção a acidentes de trânsito.

Mostra de veículo sinistrado chamou atenção sobre consequências da falta de atenção com a segurança.

Mostra de veículo sinistrado chamou atenção sobre consequências da falta de atenção com a segurança.

Até às 9 horas da manhã, as equipes estiveram no local realizando panfletagem e um rápido bate-papo com os condutores de veículos. A ideia é chamar atenção quanto ao perigo do uso de aparelho celular, que é a principal causa de infrações e de acidentes de trânsito. Além disso, também esteve disponível uma mostra de veículo sinistrado, com duas vítimas, simulando um acidente na via.

Ação envolveu alunos CPM e agentes de trânsito.

Ação envolveu alunos CPM e agentes de trânsito.

A Assessora da Coordenação de Transportes, Rainer Mendes, destaca que a educação é um dos tripés do trânsito, juntamente com a engenharia e a fiscalização. “A educação muda a mente e a cultura das pessoas. Então, a gente acredita que através de ações educativas, vamos mudar o trânsito da cidade, para a conservação da vida, que é objetivo maior da Coordenação e das políticas de trânsito”, afirma. As informações são da Secretaria de Comunicação.

Prefeitura informa mudanças no trânsito da Avenida Siqueira Campos

Fotos: Ascom | PMVC

Fotos: Ascom | PMVC

O trânsito da Avenida Siqueira Campos sofrerá modificação, ficando proibida a conversão à esquerda, descendo a Otávio Santos, sentido Avenida Vivaldo Mendes, no Centro de Vitória da Conquista. Portanto, segundo a Prefeitura, os veículos que transitam pela Siqueira Campos e desejam ter acesso à Avenida Vivaldo Mendes devem fazer a conversão à esquerda no próximo cruzamento, descendo a rua Lions Club, onde há sinalização por semáforo.

Com proibição de manobrar a esquerda na Otávio Santos, quem segue pela Siqueira Campos deve ir até a Lions Clube.

Com proibição de manobrar à esquerda na Otávio Santos, quem segue pela Siqueira Campos deve ir até a Lions Clube.

A sinalização vertical, indicando o novo procedimento, já está sendo providenciada e em breve estará nos cruzamentos. Além disso, agentes da Coordenação Municipal de Trânsito atuarão no local nos próximos 15 dias, orientando os condutores. As informações são da Secom.

‘Nós do Trânsito’ aborda a cultura do “não dá nada” do brasileiro

Um dos maiores NÓS do nosso trânsito é a maldita cultura do “não dá nada”.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Um dos maiores NÓS do nosso trânsito é a maldita cultura do “não dá nada”. Nossa descrença e desrespeito pelas regras e instituições, somadas à falta de compreensão de que trânsito é um assunto que afeta a todos, é fonte de inúmeros problemas.

“A cidadania é poderosamente promovida pela educação e é perigosamente mantida pela fiscalização”, provoca o especialista Celso Mariano. Esse foi o tema da conversa do NÓS DO TRÂNSITO desta semana.

O Programa

O programa “Nós do trânsito” é um bate-papo descontraído, sobre um assunto muito sério, produzido pelo Portal do Trânsito e pela Tecnodata. O Doutor em História Rodrigo Santos conversa com o Especialista em Trânsito Celso Mariano em um videocast que se propõe analisar, discutir, opinar e contribuir para desatar os nós do trânsito.

Toda segunda-feira, no Youtube, uma nova edição do programa trará assuntos atuais e temas polêmicos com um tom extrovertido, transformando assuntos, às vezes muito complexos, em uma conversa agradável, de fácil entendimento e altamente educativa. Assista:

Fonte: Portal do Trânsito.

Maio Amarelo convida população a repensar atitudes tomadas no trânsito

O mote “Minha escolha faz a diferença” movimenta as cidades com ações estratégicas.

Foto: Semob | JP

Foto: Semob | JP

Salvar vidas. É essa a bandeira do Movimento Maio Amarelo, que chega à 4ª edição com o mote Minha escolha faz a diferença, definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) como o norteador de todas as campanhas educativas de trânsito em 2017. Conforme o relatório Retrato da Segurança Viária 2015 – fruto da parceria entre empresas privadas e o  Centro de Liderança Pública (CLP), para inspirar um trânsito mais seguro no Brasil – de 2002 a 2013, o trânsito foi responsável por matar 466.131 pessoas em todo país. Com o objetivo de acabar com essa estatística, são promovidas, especialmente durante o mês de maio, ações de conscientização que convidam o cidadão a repensar suas atitudes no momento em que inicia um deslocamento, qualquer que seja a sua natureza.

Em 2016, o movimento – que também possui repercussão internacional, tendo mobilizado outros 23 países – conquistou o apoio de mais de duas mil empresas públicas e privadas. “Propagar esse tipo de mensagem deve ser uma luta diária e incessante. As pessoas se enganam ao pensar que os acidentes são inevitáveis. São as nossas decisões que refletem no dia a dia do trânsito das cidades”, defende o diretor da Perkons, empresa de gestão de trânsito que apoia a campanha, Luiz Gustavo Campos.

Conforme a pedagoga e especialista em trânsito, Karine Winter, o entendimento do coletivo como algo superior ao individual, somado à prática de um conjunto de medidas estratégicas de educação e formação adequada de condutores, é uma das chaves para solucionar o problemático sistema viário urbano atual.  Assim, ações isoladas dão espaço a uma somatória harmônica de fatores, que tem início dentro de casa. “É preciso que as famílias eduquem seus filhos para saberem repartir e esperar o momento certo. A escola deve manter essa consciência de maneira lúdica, transversal e interdisciplinar”, opina.

:: LEIA MAIS »

Comissão discute instalação em veículos de dispositivo de alerta de sono

Entre 26% e 32% dos acidentes de trânsito são provocados por motoristas que dormem na direção, apontam estatísticas.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

A Comissão de Viação e Transportes realiza audiência pública na quinta-feira (18) sobre o Projeto de Lei 4969/16, que prevê a instalação, em veículos de carga e de transporte de passageiros com mais de dez lugares, de dispositivo de alerta de sono do condutor.

O requerimento para o debate é do deputado Hugo Leal (PSB-RJ). Segundo ele, pesquisas demonstram que o sono está entre as principais causas de acidentes de trânsito.

“Estatísticas mundiais mostram que entre 26% e 32% dos acidentes de trânsito são provocados por motoristas que dormem na direção. Nesse contexto, o tema merece atenção especial desta comissão, sendo necessário ouvir especialistas de órgãos e entidades de trânsito, de forma que seja possível avaliar o impacto e a eficácia da exigência desse equipamento nos novos veículo”, afirma.

Convidados

São convidados para a audiência o diretor do Departamento Nacional de Trânsito, Elmer Coelho Vicenzi; o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores; Antonio Carlos Botelho Megale; o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Borges Dias; o diretor-técnico do Centro de Estudo Multidisciplinar em Sonolência e Acidentes da Universidade Federal de São Paulo, Marco Túlio de Mello; e o presidente da Associação Brasileira do Sono, Luciano Ribeiro Pinto Jr. As informações são da Agência Câmara Notícias.

Redução da velocidade é tema de campanha mundial

Com 80 km/h, a probabilidade de óbito em um atropelamento é de 60%, aponta especialista.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

O apelo é mundial: reduzir a velocidade para salvar vidas. Esse foi o tema da 4ª Semana Mundial das Nações Unidas sobre Segurança no Trânsito, que mostra novamente o alerta da Organização Mundial da Saúde do quanto às lesões e mortes no trânsito impactam nos sistemas de saúde pública.

Etienne Krug, diretor de Prevenção da Violência, Lesões e Incapacitações da OMS, explica que, quanto maior a velocidade, maior a probabilidade mortes no trânsito. “Se um veículo anda a 50 km/h e toca em um pedestre, a probabilidade de morte vai ser de 20%”, afirma. No entanto, se a velocidade de uma via for de 80 km/h, a probabilidade de óbito acaba triplicando (quase 60%). “É por isso que dedicamos a Semana das Nações Unidas sobre Segurança no Trânsito à velocidade, porque é tempo de agir e sabemos o que temos que fazer”, comenta Krug.

Em uma das ações da Semana, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) convidou diversos especialistas para responderem dúvidas frequentes sobre os perigos e consequências da velocidade excessiva no trânsito. Dentre eles, o especialista em trânsito e diretor do Portal do Trânsito, Celso Alves Mariano, o representante da OPAS/OMS no Brasil, Joaquín Molina, o professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB)  David Duarte Lima, além do sociólogo Eduardo Biavatti, entre outros.

Celso Mariano, que tem uma vasta experiência com educação para o trânsito, falou sobre o papel do instrutor de trânsito e do CFC nesta luta. “Na formação de condutores está uma oportunidade especial de entender a relação entre velocidade e segurança”, explicou o especialista.

Assista o depoimento na íntegra.

Campanha

A Semana das Nações Unidas é uma oportunidade única de advocacy, que contribui para atingir as metas 3.6 e 11.2 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ambas relacionadas à segurança viária. Por ocasião da Semana, a OMS lançou também a publicação “Save LIVES: a road safety technical package”, que detalha 22 medidas fundamentais baseadas em evidências consideradas mais prováveis de ter impacto nas mortes e lesões no trânsito, incluindo um item relacionado à gestão da velocidade. As informações são do Detran-BA e Portal do Trânsito.

Audiência Pública: Câmara debate segurança no trânsito

Coordenadora do Samu 192 aponta que devido ao trabalho do Sintrans no munícipio, houve diminuição dos acidentes.

Blog Transitar

Vitória da Conquista possui 183 mil veículos emplacados, com 110 mil pessoas habilitadas.

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista, aderindo ao Movimento Maio Amarelo, realizou na tarde desta quinta-feira, 11, uma audiência pública para discutir sobre a violência no trânsito, assim como as medidas de prevenção. A audiência foi requerida pelo vereador e líder da oposição, Fernando Jacaré (PT) que conduziu os trabalhos da mesa, e subscrita pelos mandatos dos vereadores Luís Carlos Dudé (PTB) e Rodrigo Moreira (PP).

Em seu pronunciamento, o vereador líder do Governo na Casa, o vereador Luís Carlos Dudé (PTB) destacou a necessidade discutir o trânsito da cidade em todos os lugares, com todos os cidadãos para tentar reduzir o número de acidentes de trânsito. O parlamentar também disse esperar que a audiência possa provocar iniciativas que melhorem o sistema de trânsito da cidade.

:: LEIA MAIS »

Maio Amarelo: Câmara discutirá segurança no trânsito

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista aderiu ao Movimento Maio Amarelo e realizará, na quinta-feira, 11, às 14 h, uma audiência pública para discutir medidas de conscientização, responsabilidades e avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão no trânsito. A audiência foi solicitada pelos vereadores Fernando Jacaré (PT) e Luís Carlos Dudé (PTB).

O Movimento Maio Amarelo, que acontece em todo o país, tem como proposta chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a violência no trânsito acarreta três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas ou a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas. As informações são da Assessoria de Comunicação.

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia