WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Comportamento’

“Tuning”: criado a nossa imagem e semelhança

Por Rodrigo Vargas de Souza*

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Como alternativa aos intermináveis engarrafamentos nos quais nos vemos imobilizados diariamente durante horas, o humorista e cartunista Maringoni utiliza a figura de um inusitado personagem existente no trânsito: o pedestre. Ele afirma que, por mais incrível que pareça, mesmo tratando-se de uma prática antiquada e obsoleta, ainda existem pessoas que andam a pé! Pés que, segundo o autor, “[…] são aquelas extremidades usadas para se acionar outra parte do corpo humano: os pedais do automóvel”.

De forma irônica, ele defende a ideia do automóvel como extensão do próprio corpo, definindo-o como “[…] órgão indispensável do corpo humano, o automóvel rege nossas vidas, mesmo que você não tenha um. Como se sabe, o homem começou andando de quatro, ficou de pé como homo erectus e agora ficou de quatro, novamente. De quatro rodas”.

Entretanto, Maringoni adverte quanto à dificuldade em aderir à prática do ato de caminhar, já que, segundo o mesmo, essa é uma prática que necessita que a pessoa fique na posição vertical, posição que não é a natural do corpo humano, ou seja, sentada num banco de automóvel a maior parte do tempo. Por isso, ele elenca uma detalhada série de instruções ensinando, passo-a-passo, a prática de caminhar. Mas, por fim, ele tranquiliza o aspirante a pedestre, incentivando-o a não desistir e afirmando: “Logo você perceberá que essa prática é tão natural quanto respirar ou dirigir”. :: LEIA MAIS »

Carro fica com a frente destruída após acidente no Morada dos Pássaros; condutor saiu ileso

Por sorte o homem utilizava o cinto de segurança e saiu ileso do incidente. Ele contou que teve a visão ofuscada pelo sol.

Fotos: A Fernandes

Fotos: A Fernandes

Todos sabem dos diversos problemas de mobilidade em Vitória da Conquista, sejam os congestionamentos e conflitos no Centro ou a sinalização horizontal (faixas) apagada. No entanto um detalhe salta aos olhos, mas mesmo assim continua sem ser percebido por muitas pessoas: a falta de costume em prestar atenção (e obedecer) os sinais de trânsito.

A placa PARE disciplina a passagem por cruzamentos.

A placa PARE disciplina a passagem por cruzamentos.

Durante esta tarde de segunda-feira (19), agentes de trânsito do Simtrans registraram mais uma ocorrência causada pela falta de atenção com a sinalização, outro episódio ocorrido no Bairro Morada dos Pássaros, na Zona Sul da cidade.

Segundo condutor, o sol teria lhe ofuscado a visão.

Segundo condutor, o sol teria lhe ofuscado a visão.

Após avançar a placa “PARE”, o condutor de um Fiesta, que não teve a identidade divulgada, se colidiu com violência contra um ônibus, deixando a frente do carro destruída. Por sorte o homem utilizava o cinto de segurança e saiu ileso do incidente. Ele contou que teve a visão ofuscada pelo sol.

Cinco dicas de segurança para viagens com crianças

Confira medidas de segurança que devem ser adotadas por pais e responsáveis durante passeios de carro.

Foto: Clappstar via VisualHunt.com / CC BY-NC

Foto: Clappstar via VisualHunt.com / CC BY-NC

Viajar com crianças no carro requer atenção redobrada. Existem uma série de cuidados especiais que precisam ser tomados em viagens com os pequenos. A Alô Bebe, que trabalha com produtos destinados ao público infantil, reuniu algumas medidas de segurança que devem ser adotadas por pais e responsáveis durante passeios de carro. Confira:

1. Criança só no banco de trás. Exceto em alguns, como nos veículos que possuem apenas bancos na frente como picapes de cabine simples. Os pequenos com menos de 10 anos devem ser transportadas no banco de trás, segundo a legislação nacional de trânsito.

2. Use cadeirinha ou booster. A cadeirinha, ou bebê-conforto, deve ser usada desde os primeiros dias de vida do recém-nascido. Já os boosters são para crianças maiores, de 4 até 10 anos (caso necessário, pela altura da criança), e ajudam a mantê-las na altura adequada para usar o cinto de segurança do carro.

3. Instalação da cadeirinha. Tenha atenção ao instalar a cadeirinha. Um acessório mal instalado é um fator que aumenta o risco de lesões graves em caso de possíveis acidentes. É importante sempre checar se o cinto está passado nos locais corretos do equipamento.

4. Não alimente no carro. Até os três anos de idade deve-se evitar dar comida à criança dentro do veículo, pois o movimento pode fazê-la engasgar e causar enjoos. O recomendado é alimentar o bebê antes de sair de casa.

5. Faça paradas estratégicas. Não viaje mais de duas ou três horas seguidas. Longas viagens cansam e  incomodam tanto os adultos quanto os bebês. Algumas paradas para relaxar são necessárias para tornar o passeio mais prazeroso, seguro e tranquilo. Fonte: Garagem 360.

Programa aborda a raiva no trânsito

Reações descontroladas que, em um desatino instantâneo, podem ser o caos na vida das pessoas.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Reações insensatas, exageradas, descontroladas que, em um desatino instantâneo, podem ser o caos na vida das pessoas. Ou um desastre no trânsito. É um tipo de comportamento perigosamente presente nas ruas, avenidas e estradas. Um baita nó do trânsito.

“O comportamento no trânsito é um indicador preciso das características de cada indivíduo. Quem tem boa maturidade e equilíbrio sabe controlar suas tendências e atitudes inadequadas”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito.

O Programa

O programa “Nós do trânsito” é um bate-papo descontraído, sobre um assunto muito sério, produzido pelo Portal do Trânsito e pela Tecnodata. O Doutor em História Rodrigo Santos conversa com o Especialista em Trânsito Celso Mariano em um videocast que se propõe analisar, discutir, opinar e contribuir para desatar os nós do trânsito.

Toda segunda-feira, no Youtube, uma nova edição do programa trará assuntos atuais e temas polêmicos com um tom extrovertido, transformando assuntos, às vezes muito complexos, em uma conversa agradável, de fácil entendimento e altamente educativa. Assista:

Fonte: Portal do Trânsito

7 Passos para andar melhor na rua

É importante parar um pouco e refletir se estamos fazendo aquilo que achamos tão básico da melhor forma possível.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Quanto tempo faz que você não pensa no seu andar? Ou na sua capacidade de falar “mamãe”? Anos, décadas, não é? Ações básicas, como andar ou falar, se tornam mecânicas após o processo de aprendizagem. Natural – ou você está pensando na sua respiração nesse momento?

Ao mesmo tempo em que essa “automação” das atividades é crucial para que consigamos fazer mais, é importante parar um pouco e refletir se estamos fazendo aquilo que achamos tão básico da melhor forma possível. Essa reflexão pode valer muito para uma ação simples como andar na rua. Além de útil, é necessária também. Quer uma prova? Tente lembrar então da última vez que você andou na rua (de uma cidade grande) e não se irritou em algum momento.

Se você nunca se irritou, pode parar aqui, escrever um livro e compartilhar seu segredo com o mundo. Eu me irrito, então procurei me atentar a erros que eu cometo, ou pensar em ideias que beneficiariam a todos nós que andamos na rua. Importante: essa não é uma lista de dicas de segurança. São muitas, de fácil acesso, e prefiro evitar redundância. Nada de “olhe para o lado antes de atravessar a rua!” também.

1. CALÇADA OU ASFALTO?

:: LEIA MAIS »

Campanha faz alerta a pessoas que sempre justificam seus erros no trânsito

Ação incentiva atenção nas ruas.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

A campanha #DirijaSemDesculpas é um alerta para as pessoas que sempre justificam seus erros ao volante ao provocar um acidente e um incentivo para que tenham atenção no trânsito.

Idealizada por um hospital ortopédico, a ação está presente nas redes sociais e promove eventos de conscientização para a prevenção dos acidentes viários.

O evento de lançamento reuniu o corpo clínico do Hospital Quinta D’Or (HQD), no Rio de Janeiro, e contou com a presença do Diretor do HQD, Dr. Odilon Neto. Na ocasião, Dr. Paulo Barbosa, diretor do COI e coordenador de Equipe de Trauma do HQD, apresentou dados sobre acidentes de trânsito no Rio de Janeiro, no Brasil e no mundo.

De acordo com Dr. Paulo Barbosa, médicos podem fazer muito mais do que tratar. “Nós, médico, temos a confiança dos pacientes e eles nos escutam. Precisamos nos ater a esta credibilidade e propagar cada vez mais a mensagem que precisamos firmar: atenção ao volante”, avaliou o idealizador da campanha.

“Toda ação de conscientização é bem-vinda. O movimento Maio Amarelo e a campanha Dirija Sem Desculpas são ações bastante oportunas para o momento que o mundo vive. Automóveis são meios de transporte, não de morte”, ressaltou Dr. Odilon.

Assista o vídeo da campanha:

Saiba mais da campanha clicando AQUI. As informações são da Assessoria de Comunicação.

Comissão discute instalação em veículos de dispositivo de alerta de sono

Entre 26% e 32% dos acidentes de trânsito são provocados por motoristas que dormem na direção, apontam estatísticas.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

A Comissão de Viação e Transportes realiza audiência pública na quinta-feira (18) sobre o Projeto de Lei 4969/16, que prevê a instalação, em veículos de carga e de transporte de passageiros com mais de dez lugares, de dispositivo de alerta de sono do condutor.

O requerimento para o debate é do deputado Hugo Leal (PSB-RJ). Segundo ele, pesquisas demonstram que o sono está entre as principais causas de acidentes de trânsito.

“Estatísticas mundiais mostram que entre 26% e 32% dos acidentes de trânsito são provocados por motoristas que dormem na direção. Nesse contexto, o tema merece atenção especial desta comissão, sendo necessário ouvir especialistas de órgãos e entidades de trânsito, de forma que seja possível avaliar o impacto e a eficácia da exigência desse equipamento nos novos veículo”, afirma.

Convidados

São convidados para a audiência o diretor do Departamento Nacional de Trânsito, Elmer Coelho Vicenzi; o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores; Antonio Carlos Botelho Megale; o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Borges Dias; o diretor-técnico do Centro de Estudo Multidisciplinar em Sonolência e Acidentes da Universidade Federal de São Paulo, Marco Túlio de Mello; e o presidente da Associação Brasileira do Sono, Luciano Ribeiro Pinto Jr. As informações são da Agência Câmara Notícias.

Durante todo o mês o Simtrans realiza em Vitória da Conquista o ‘Maio Amarelo’

Movimento conscientiza sobre a falta do cinto de segurança e o uso do celular na direção.

Imagem: Reprodução | TV Sudoeste

Imagem: Reprodução | TV Sudoeste

Durante todo o mês de maio o Simtrans realiza em Vitória da Conquista uma campanha para orientar e conscientizar os motoristas sobre a falta do cinto de segurança e o uso do celular ao volante, que é a infração de trânsito mais frequente na cidade.

Uma combinação perigosa e que coloca em risco a vida de todos no trânsito: usar o celular dirigindo é uma infração gravíssima, com sete pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 293, 47. Mas ainda sim tem motorista desrespeitando a lei. Das dez mil autuações registradas de janeiro a abril deste ano em Vitória da Conquista, 23,48% são por uso de celular ao volante.

“Desde novembro do ano passado, essa multa teve um reajuste e a gente esperava que com este reajuste o motorista se conscientizasse mais” disse o agente de trânsito Tiago Barros. “Na realidade, no nosso município, ainda não está acontecendo [a conscientização] e esse é um dado alarmante e preocupante porque o maior índice de acidentes é causado pela falta de atenção e o celular é o principal vilão dessa situação” completou o agente do Simtrans.

No flagrante da reportagem, o motociclista aproveita o sinal fechado para usar o celular. O semáforo abre e mesmo assim o homem continua mexendo no aparelho telefônico. “Ele deve sim manter sua atenção durante todo o tempo e configura sim infração ele utilizar o celular mesmo nesse interrupção momentânea que é a parada, chamada, no semáforo” comentou Barros.

Segundo o Simtrans, 65% dos acidentes sem vítimas em Vitória da Conquista envolvem o uso de celular ao volante, e a maior parte desses acidentes são por causa de distração do motorista.

Para prevenir acidentes, o Movimento Maio Amarelo visa chamar a atenção dos motoristas, a irresponsabilidade no trânsito tem consequências. “Ele [o condutor] tem de ter a consciência de que não utilizar o cinto ou então utilizar o celular enquanto dirige vai colocar em risco a vida dele e de outras pessoas” finaliza o agente. Assista a matéria da TV Sudoeste:

Avançou o sinal: van, que transportava passageiros, tombou na Avenida Luís Eduardo

Agentes de trânsito do Simtrans sinalizaram a área até que o veículo fosse removido.

Fotos: Adriano Gomes

Foto: Adriano Gomes

O avanço do sinal vermelho do semáforo terminou com uma van tombando após colidir com uma caminhonete, no início da manhã de hoje (05), no cruzamento das Avenidas Luís Eduardo Magalhães e Jorge Teixeira, em Vitória da Conquista. Nenhum dos ocupantes dos dois veículos saiu ferido.

O motorista da van, que faz transporte intermunicipal de Anagé para Conquista e transportava no momento do incidente três passageiros, disse no registro da ocorrência que havia avançado o semáforo. Agentes de trânsito do Simtrans sinalizaram a área até que o veículo fosse removido.

Se for viajar neste neste feriado, lembre-se: “Minha escolha faz a diferença”

Viagens noturnas requerem do condutor do veículo atenção quanto a visibilidade e que esteja descansado.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Mais um feriado prolongado. Se deixou para viajar desta vez, não se esqueça que sua escolha faz a diferença, No trânsito, você pode escolher, ou não, usar o celular enquanto dirige, beber antes de pegar ao volante, não usar cinto de segurança, exceder o limite de velocidade estabelecido, o semáforo e demais sinalizações e, entre outros, a faixa de pedestres.

É importante saber, contudo, que, ao fazer a escolha errada você está sujeito a acidentes graves de trânsito, a perder a vida, a contrair invalidez permanente, a ferir-se gravemente. Mais que isso, você poderá tirar vidas, ferir gravemente ou causar invalidez nas pessoas que transporta em seu veículo ou nas outras com as quais compartilha as vias e as rodovias.

Se for viajar, é importante que o veículo esteja em perfeitas condições mecânicas, abastecido, com freios e faróis em dia, além de pneus e estepe calibrados e os equipamentos como macaco, chave de roda e triângulo de sinalização em boas condições.

No caso de a viagem ser à noite, para fugir dos costumeiros congestionamentos, saiba que este horário apresenta algumas desvantagens, como a baixa visibilidade, que é um fator de risco para acidentes, e menor segurança.  Lembre-se, ainda, que a visão periférica é reduzida durante a noite, assim como a capacidade de avaliar distâncias.

Viagens noturnas requerem ainda que o condutor do veículo esteja descansad0. Portanto, procure dormir bem antes de iniciar a viagem. . É aconselhável também conhecer bem o roteiro para ter ciência dos trechos que podem oferecer riscos e os que são seguros.

Se a viagem for longa, planeje as paradas que terá de fazer para descanso.. Nunca pare no acostamento. Não é seguro, e você ainda corre o risco de provocar um acidente. Em grande parte das rodovias brasileiras existem postos de combustíveis em distâncias regulares nos quais é possível estacionar o veículo, comer, tomar um café e descansar.  Há, ainda, os refúgios especialmente criados para paradas momentâneas, são mais seguros e pensados para este fim. Fonte: OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

manual fiscalizacao transito

alto escola transito rapido

twitter
facebook

ultimas noticias
junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia