WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Direção Defensiva’

Conquista: Encontro destaca prevenção contra violência no trânsito

Principal causa de colisões são infrações de trânsito como o uso do celular na direção, avanço de sinal vermelho e a falta de atenção em cruzamentos.

Redes Sociais

Foto: Redes Sociais

A prevenção contra a violência no trânsito foi um dos temas do encontro sobre segurança pública promovido pelo Senac na tarde de terça-feira (25) em Vitória da Conquista.

O agente de trânsito Samir Nunes destacou o compromisso pessoal com a direção/ pilotagem defensiva como fator importante para que o acidente possa ser evitado, lembrando que em Conquista a principal causa de colisões são infrações como o uso do celular na direção, avanço de sinal vermelho e a falta de atenção em cruzamentos não sinalizados.

Pneus com pressão incorreta geram riscos à segurança

É fundamental sempre transitar com a calibragem recomendada pelo fabricante.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A pressão incorreta dos pneus – acima ou abaixo do recomendado, pode causar sérios riscos à segurança além de prejuízos financeiros.

Transitar com a calibragem menor resulta em maior consumo de combustível, excesso de calor gerado, desgaste acelerado no pneu e mais esforço do motor. Já a pressão em excesso causa desgaste acentuado no centro da rodagem, rachaduras na base dos sulcos, perda de estabilidade em curvas e maior riscos de estouros dos pneus.

Em dias de chuva, o perigo aumenta. A alteração na profundidade dos sulcos compromete o escoamento da água, aumentando assim o risco de aquaplanagem e da perda da direção. Por isso, também é importante verificar regularmente o indicador TWI do pneu, a fim de saber se a banda de rodagem já atingiu seu limite de desgaste.

Recomenda-se que o estepe esteja calibrado com até cinco libras a mais do que o normal. Afinal, o pneu reserva nem sempre é calibrado na mesma frequência dos demais. Assim, é fundamental sempre circular com a pressão apontada pelo fabricante. A calibragem deve ser efetuada preferencialmente de forma quinzenal e sempre antes de longas viagens. As informações são do GF Pneus.

Avançou o sinal vermelho: Colisão deixa dois feridos em Conquista

Ao passar no “semáforo verde” é fundamental transitar com velocidade reduzida, voltando a atenção para a possibilidade de alguém se equivocar e avançar o “semáforo vermelho”.

Fotos: Cleber Santos

Fotos: Cleber Santos

Uma violenta colisão deixou duas pessoas feridas na tarde de hoje, domingo (02), em Vitória da Conquista.

Um dos condutores teria avançado o sinal vermelho do semáforo no cruzamento da Avenida Bartolomeu de Gusmão com as Ruas José Pequeno/ Santiago, no Bairro Jurema. A lateral destruída do GM Celta, veículo onde estavam as pessoas feridas, da uma ideia da violência do impacto com o Jeep Renegade.

Cleber Santos (2)

Agentes de trânsito do Simtrans deram suporte ao fluxo de veículos.

Os feridos foram conduzidos a hospitais da cidade pelo Samu. A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar, que não divulgou as identidades das vítimas, e agentes de trânsito do Simtrans deram suporte ao fluxo de veículos.

Mesmo ao passar no “semáforo verde” é fundamental transitar com velocidade reduzida, voltando a atenção para a possibilidade de alguém se equivocar e avançar o “semáforo vermelho”.

Chuvas exigem mais atenção do condutor e cuidados com veículo

A chuva é uma das principais causas de acidentes graves; estar alerta e adotar alguns cuidados podem evitá-los.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

As chuvas são uma das principais causas de acidentes graves. Por isso, os condutores ao trafegarem nessas condições devem ficar alertas e redobrar a atenção.

Entre os pontos de atenção para evitar problemas em dias chuvosos pode-se destacar as condições dos pneus, dos freios e da luz de freio. A luz de freio, por exemplo, é o alerta para o condutor que vem atrás, se houver necessidade de frear o veículo. Se ela estiver queimada, o condutor não perceberá a frenagem do veículo que vai à sua frente, o que pode motivar a ocorrência de colisão.

A chuva faz também com que a pista fique escorregadia, condição que pode ocasionar deslizamentos em situações de mudança de faixa ou de freadas bruscas. E as poças d´àgua que muitas vezes se formam, podem ser responsáveis pela perda de direção do veículo.

Sendo assim, é ideal que os pneus estejam em boas condições para garantirem a aderência ao asfalto e, desse modo, reduzir os riscos em pistas molhadas. Limpadores de para-brisa são também importantes para a garantia da segurança em dias de chuva, desde que em boas condições de uso.

São dicas simples, mas que podem fazer a diferença entre envolver-se ou não em acidentes em pistas molhadas ou em dias chuvosos.

  1. . Pneus, freio, luz de freio e faróis devem ser mantidos sempre em boas condições;

  2. . Pneus devem estar bem calibrados;

  3. . Se for mudar de faixa, utilize a seta;

  4. . Mantenha distância segura do veículo que vai à frente;

  5. . Evite freadas bruscas;

  6. . Para evitar vidros embaçados, ligue o ar condicionado ou o desembaçador. Abrir um pouco os vidros também ajuda a não embaçar.

Fonte: OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Conquista: Cavalo é atropelado na Avenida Gilenilda Alves

Uma criança era transportada no carro e graças a cadeirinha saiu ilesa da colisão.

Fotos: Clécio Soares

Fotos: Clécio Soares

O condutor de um Fiat Palio atropelou um cavalo na tarde desta segunda-feira (20), em Vitória da Conquista.

O homem transitava na Avenida Gilenilda Alves, sentido Vila América, quando o animal teria atravessado a pista, contou ele, que não se feriu. Uma criança era transportada no carro e graças a cadeirinha saiu ilesa da colisão. O cavalo sofreu um ferimento em uma das patas e foi recolhido pelo Setor de Posturas. A ocorrência foi registrada por agentes de trânsito do Simtrans.

Animais soltos em Vitória da Conquista oferecem constante perigo no trânsito.

Animais soltos em Vitória da Conquista oferecem constante perigo no trânsito.

O Código Civil Brasileiro prevê punições, inclusive indenizatórias, ao dono ou detentor do animal que provoque um acidente, caso não seja provada culpa da vítima ou força maior. Além disso, o Código Penal diz que expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente pode resultar em detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave. Com informações da 2ª CIPRV.

Profissionais falam sobre as principais barbeiragens no trânsito

Auto Esporte

Imagem: Reprodução | Auto Esporte

Imagem: Reprodução | Auto Esporte

Deixar o carro estacionado na esquina prejudica outros motoristas, que precisam invadir a contramão. Falta de atenção, esquecer de sinalizar as intenções com as setas. Utilizar corretamente os espelhos retrovisores diminui o ponto cego e evita a barbeiragem. Assista ao vídeo:

Estudos apontam que 90% dos acidentes ocorrem por desatenção do motorista e desrespeito às leis de trânsito. E o telefone celular contribui bastante para uma direção desatenta e perigosa: são 5 segundos que se perde para desviar o olhar e ler uma mensagem, a 80km/h o carro terá percorrido o equivalente a um campo de futebol, sem que o motorista veja o que acontece a sua frente. São 5 segundos que aumentam em 400% as chances de um acidente. Assista ao vídeo:

Perder horas de sono pode aumentar o risco de acidentes

Sono diminui a capacidade de dirigir e pilotar. As pessoas acreditam que podem controlar o sono, mas sem perceber elas podem tirar um cochilo fatal, afirma especialista.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Dormir bem é fundamental para a saúde. E estar descansado no trânsito, faz mais diferença do que muitos imaginam. Essa é a conclusão de uma pesquisa realizada pela AAA Foundation for Traffic Safety, uma fundação norte-americana para a segurança no trânsito. De acordo com o estudo, perder entre uma e duas horas diárias de sono, diante das sete horas recomendadas, praticamente dobra o risco de acidente.

“O sono diminui muito a capacidade de dirigir e pilotar. Muitas pessoas acreditam que podem controlar o sono, mas sem perceber elas podem tirar um cochilo fatal”, explica o especialista em trânsito Celso Alves Mariano.

O estudo revelou, ainda, que os motoristas que perdem de 2 a 3 horas de sono em um período de 24 horas mais do que quadruplicaram o risco de acidente em relação aos condutores que cumprem as sete horas de sono recomendadas. Na prática, é o mesmo risco apurado pela NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration) para quem ingere álcool acima do limite legal.

A pesquisa foi realizada com 7.234 condutores envolvidos em 4.571 acidentes no total. Veja a conclusão abaixo:

  1. Seis a sete horas de sono: 1,3 vezes risco de acidente

  2. Cinco a seis horas de sono: 1,9 vezes risco de acidente

  3. Quatro a cinco horas de sono: 4,3 vezes risco de acidente

  4. Menos de quatro horas de sono: 11,5 vezes risco de acidente

Sinais de sonolência

O corpo avisa quando é hora de parar e descansar. Segundo o especialista, quando a cabeça começa a pesar, a pessoa não para de bocejar, a visão perde o foco e os pensamentos começam a ficar vagos e desconexos, é sinal de perigo. “Dirigir nessas condições é extremamente arriscado, se estiver assim, o condutor deve parar num local seguro e descansar”, afirma Mariano.

Temporada de chuvas exige cuidado redobrado no trânsito

Travessia em situação de enchente é, de fato, perigo para o motorista, seus passageiros e para pedestres; mantenha a calma, mas evite trafegar em trechos nessas condições.

Imagem: Blog do Marcelo

Imagem: Blog do Marcelo

Com a previsão do tempo indicando chuva forte com ventos e umidade para esta tarde de quinta-feira (08) em Vitória da Conquista, condutores e pedestres precisam se prevenir contra os possíveis transtornos que podem acontecer durante e logo após um temporal.

Sempre que notar que enfrentará chuva intensa e não tiver condições de esperar que ela termine, redobre a atenção no trânsito. Para a garantia da vida, o condutor, ao se deparar com uma situação de enchente, deve:

  1. Alterar rotas e, assim, evitar transitar por locais alagados;

  2. Aguardar a água baixar antes de trafegar pelo trecho, ainda que, com a água até a metade da altura da roda, existam condições mínimas para dirigir. Se estiver acima da metade da roda, a travessia se torna muito arriscada e o veículo fica exposto a panes mecânicas;

  3. Se não existir alternativa de desvio, mantenha a tranquilidade e não se assuste com problemas que o veículo possa apresentar, como anomalias nos ponteiros e direção pesada. Muitos condutores se desesperam e acabam praticando atitudes perigosas que colocam em risco a vida;

  4. No caso de ter mesmo de enfrentar a enchente, dirija sempre em primeira marcha em aceleração. Agindo assim é possível evitar que a água entre no motor, o que pode ampliar os prejuízos;

  5. Não ligue o ar condicionado porque o veículo perderá potência.

Já em relação ao patrimônio financeiro que o veículo representa aos motoristas, em caso de alagamentos e enchentes, é ideal que:

  1. Depois de ter atravessado o alagamento, mesmo que o veículo não aparente nenhum dano, é necessário estar atento às correias, ao óleo e ao sistema elétrico. Pode ser que o motor tenha sido danificado e existe perigo de ocorrência de curtos. As lâmpadas e buzina devem, também, ser checadas;

  2. Se, por acaso, seu veículo ‘morreu’ durante a travessia, após o alagamento ter baixado não dê a partida. Isso porque pode haver água no motor e ele pode ser danificado. O aconselhável é levar um profissional até o local para que ele verifique as condições do veículo;

  3. Observe o filtro de ar e, no caso de haver folhas ou barro, o indicativo é de que a água pode ter entrado no sistema;

  4. No caso de notar cantos do veículo molhados, cuide de secá-los para evitar corrosão;

  5. Não deixe o carro sujo, com lama acumulada, leve para uma limpeza e lubrificação completas;

  6. Se depois da checagem notar alguma parte danificada, leve o quanto antes seu veículo para a assistência técnica.

Já os pedestres, sob a chuva forte, devem procurar abrigo e evitar áreas alagadas ou com enxurrada forte.

As informações são do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Chuva forte causa alagamentos, lentidão e acidentes em Conquista

A mais grave ocorrência foi um capotamento no Bairro Aparecida.

Foto: Adriano Gomes

Condutor não viu valeta, ele não se feriu (Foto: Adriano Gomes)

A chuva forte que atingiu Vitória da Conquista no início da noite de ontem (10), provocou vários pontos de alagamento, lentidão e acidentes. Agentes de trânsito do Simtrans atenderam, durante e logo após o temporal, cinco ocorrências. A mais grave delas foi um capotamento no Bairro Aparecida.

O condutor de um Gol passava pela Rua “E”, sentido Guarani, quando caiu em uma valeta. Ele não se feriu e disse que não conseguiu enxergar o canal.

Foto: Aloísio Oliveira

Pedestres “ilhados” na Avenida Ascendino Melo (Foto: Aloísio Oliveira)

Confira dicas simples, mas que podem fazer a diferença entre envolver-se ou não em acidentes em pistas molhadas ou em dias chuvosos:

  1. Equipamentos (luz de freio, faróis e pneus) devem ser mantidos sempre em boas condições

  2. Se for mudar de faixa, utilize a seta

  3. Mantenha distância segura do veículo que vai à frente

  4. Evite freadas bruscas

  5. Para evitar vidros embaçados, ligue o ar condicionado ou o desembaçador. Abrir um pouco os vidros também ajuda a não embaçar

  6. Avistando pedestres, ciclistas, motos ou mesmo automóveis sempre diminua e se possível aumente a distância lateral, isso para evitar “jogar” lama nas pessoas

  7. Evite áreas alagadas pois elas podem encobrir buracos. Mas se passar for inevitável seja cauteloso: preste assunto a altura da água, vai ficar perigoso se cobrir os pneus, nesse caso ponha a primeira marcha e não pare

Condutor desvia de ciclista, perde o controle e acerta árvore na Avenida Brumado

Atenção e velocidade compatíveis são fundamentais para se prevenir contra situações adversas no trânsito.

clecius-prado-1

Fotos: Cléciu’s Prado e Ricardo Oliveira

Um Kia Sportage se chocou contra uma árvore na noite de ontem, quinta-feira (03), na Zona Oeste de Vitória da Conquista.

O condutor, contaram as testemunhas, estaria vindo da Rua Anagé e ao entrar na Avenida Brumado se deparou com um ciclista. Na tentativa de se desviar da bicicleta ele acabou perdendo o controle do carro e subiu o meio fio. Apesar do susto (e prejuízos) o homem não se feriu. Agentes de trânsito do Simtrans registraram a ocorrência.

clecius-prado-2

Iluminação precária no local pode ter dificultado a visualização da bicicleta.

A atenção e velocidade compatíveis são fundamentais para se prevenir contra situações adversas no trânsito.

manual fiscalizacao transito

alto escola transito rapido

twitter
facebook

ultimas noticias
junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia