WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Direção Defensiva’

Profissionais falam sobre as principais barbeiragens no trânsito

Auto Esporte

Imagem: Reprodução | Auto Esporte

Imagem: Reprodução | Auto Esporte

Deixar o carro estacionado na esquina prejudica outros motoristas, que precisam invadir a contramão. Falta de atenção, esquecer de sinalizar as intenções com as setas. Utilizar corretamente os espelhos retrovisores diminui o ponto cego e evita a barbeiragem. Assista ao vídeo:

Estudos apontam que 90% dos acidentes ocorrem por desatenção do motorista e desrespeito às leis de trânsito. E o telefone celular contribui bastante para uma direção desatenta e perigosa: são 5 segundos que se perde para desviar o olhar e ler uma mensagem, a 80km/h o carro terá percorrido o equivalente a um campo de futebol, sem que o motorista veja o que acontece a sua frente. São 5 segundos que aumentam em 400% as chances de um acidente. Assista ao vídeo:

Perder horas de sono pode aumentar o risco de acidentes

Sono diminui a capacidade de dirigir e pilotar. As pessoas acreditam que podem controlar o sono, mas sem perceber elas podem tirar um cochilo fatal, afirma especialista.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Dormir bem é fundamental para a saúde. E estar descansado no trânsito, faz mais diferença do que muitos imaginam. Essa é a conclusão de uma pesquisa realizada pela AAA Foundation for Traffic Safety, uma fundação norte-americana para a segurança no trânsito. De acordo com o estudo, perder entre uma e duas horas diárias de sono, diante das sete horas recomendadas, praticamente dobra o risco de acidente.

“O sono diminui muito a capacidade de dirigir e pilotar. Muitas pessoas acreditam que podem controlar o sono, mas sem perceber elas podem tirar um cochilo fatal”, explica o especialista em trânsito Celso Alves Mariano.

O estudo revelou, ainda, que os motoristas que perdem de 2 a 3 horas de sono em um período de 24 horas mais do que quadruplicaram o risco de acidente em relação aos condutores que cumprem as sete horas de sono recomendadas. Na prática, é o mesmo risco apurado pela NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration) para quem ingere álcool acima do limite legal.

A pesquisa foi realizada com 7.234 condutores envolvidos em 4.571 acidentes no total. Veja a conclusão abaixo:

  1. Seis a sete horas de sono: 1,3 vezes risco de acidente

  2. Cinco a seis horas de sono: 1,9 vezes risco de acidente

  3. Quatro a cinco horas de sono: 4,3 vezes risco de acidente

  4. Menos de quatro horas de sono: 11,5 vezes risco de acidente

Sinais de sonolência

O corpo avisa quando é hora de parar e descansar. Segundo o especialista, quando a cabeça começa a pesar, a pessoa não para de bocejar, a visão perde o foco e os pensamentos começam a ficar vagos e desconexos, é sinal de perigo. “Dirigir nessas condições é extremamente arriscado, se estiver assim, o condutor deve parar num local seguro e descansar”, afirma Mariano.

Temporada de chuvas exige cuidado redobrado no trânsito

Travessia em situação de enchente é, de fato, perigo para o motorista, seus passageiros e para pedestres; mantenha a calma, mas evite trafegar em trechos nessas condições.

Imagem: Blog do Marcelo

Imagem: Blog do Marcelo

Com a previsão do tempo indicando chuva forte com ventos e umidade para esta tarde de quinta-feira (08) em Vitória da Conquista, condutores e pedestres precisam se prevenir contra os possíveis transtornos que podem acontecer durante e logo após um temporal.

Sempre que notar que enfrentará chuva intensa e não tiver condições de esperar que ela termine, redobre a atenção no trânsito. Para a garantia da vida, o condutor, ao se deparar com uma situação de enchente, deve:

  1. Alterar rotas e, assim, evitar transitar por locais alagados;

  2. Aguardar a água baixar antes de trafegar pelo trecho, ainda que, com a água até a metade da altura da roda, existam condições mínimas para dirigir. Se estiver acima da metade da roda, a travessia se torna muito arriscada e o veículo fica exposto a panes mecânicas;

  3. Se não existir alternativa de desvio, mantenha a tranquilidade e não se assuste com problemas que o veículo possa apresentar, como anomalias nos ponteiros e direção pesada. Muitos condutores se desesperam e acabam praticando atitudes perigosas que colocam em risco a vida;

  4. No caso de ter mesmo de enfrentar a enchente, dirija sempre em primeira marcha em aceleração. Agindo assim é possível evitar que a água entre no motor, o que pode ampliar os prejuízos;

  5. Não ligue o ar condicionado porque o veículo perderá potência.

Já em relação ao patrimônio financeiro que o veículo representa aos motoristas, em caso de alagamentos e enchentes, é ideal que:

  1. Depois de ter atravessado o alagamento, mesmo que o veículo não aparente nenhum dano, é necessário estar atento às correias, ao óleo e ao sistema elétrico. Pode ser que o motor tenha sido danificado e existe perigo de ocorrência de curtos. As lâmpadas e buzina devem, também, ser checadas;

  2. Se, por acaso, seu veículo ‘morreu’ durante a travessia, após o alagamento ter baixado não dê a partida. Isso porque pode haver água no motor e ele pode ser danificado. O aconselhável é levar um profissional até o local para que ele verifique as condições do veículo;

  3. Observe o filtro de ar e, no caso de haver folhas ou barro, o indicativo é de que a água pode ter entrado no sistema;

  4. No caso de notar cantos do veículo molhados, cuide de secá-los para evitar corrosão;

  5. Não deixe o carro sujo, com lama acumulada, leve para uma limpeza e lubrificação completas;

  6. Se depois da checagem notar alguma parte danificada, leve o quanto antes seu veículo para a assistência técnica.

Já os pedestres, sob a chuva forte, devem procurar abrigo e evitar áreas alagadas ou com enxurrada forte.

As informações são do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Chuva forte causa alagamentos, lentidão e acidentes em Conquista

A mais grave ocorrência foi um capotamento no Bairro Aparecida.

Foto: Adriano Gomes

Condutor não viu valeta, ele não se feriu (Foto: Adriano Gomes)

A chuva forte que atingiu Vitória da Conquista no início da noite de ontem (10), provocou vários pontos de alagamento, lentidão e acidentes. Agentes de trânsito do Simtrans atenderam, durante e logo após o temporal, cinco ocorrências. A mais grave delas foi um capotamento no Bairro Aparecida.

O condutor de um Gol passava pela Rua “E”, sentido Guarani, quando caiu em uma valeta. Ele não se feriu e disse que não conseguiu enxergar o canal.

Foto: Aloísio Oliveira

Pedestres “ilhados” na Avenida Ascendino Melo (Foto: Aloísio Oliveira)

Confira dicas simples, mas que podem fazer a diferença entre envolver-se ou não em acidentes em pistas molhadas ou em dias chuvosos:

  1. Equipamentos (luz de freio, faróis e pneus) devem ser mantidos sempre em boas condições

  2. Se for mudar de faixa, utilize a seta

  3. Mantenha distância segura do veículo que vai à frente

  4. Evite freadas bruscas

  5. Para evitar vidros embaçados, ligue o ar condicionado ou o desembaçador. Abrir um pouco os vidros também ajuda a não embaçar

  6. Avistando pedestres, ciclistas, motos ou mesmo automóveis sempre diminua e se possível aumente a distância lateral, isso para evitar “jogar” lama nas pessoas

  7. Evite áreas alagadas pois elas podem encobrir buracos. Mas se passar for inevitável seja cauteloso: preste assunto a altura da água, vai ficar perigoso se cobrir os pneus, nesse caso ponha a primeira marcha e não pare

Condutor desvia de ciclista, perde o controle e acerta árvore na Avenida Brumado

Atenção e velocidade compatíveis são fundamentais para se prevenir contra situações adversas no trânsito.

clecius-prado-1

Fotos: Cléciu’s Prado e Ricardo Oliveira

Um Kia Sportage se chocou contra uma árvore na noite de ontem, quinta-feira (03), na Zona Oeste de Vitória da Conquista.

O condutor, contaram as testemunhas, estaria vindo da Rua Anagé e ao entrar na Avenida Brumado se deparou com um ciclista. Na tentativa de se desviar da bicicleta ele acabou perdendo o controle do carro e subiu o meio fio. Apesar do susto (e prejuízos) o homem não se feriu. Agentes de trânsito do Simtrans registraram a ocorrência.

clecius-prado-2

Iluminação precária no local pode ter dificultado a visualização da bicicleta.

A atenção e velocidade compatíveis são fundamentais para se prevenir contra situações adversas no trânsito.

Range Rover e Gol colidem na Otávio Santos com Vivaldo Mendes. Quem vai pagar a conta?

Um dos condutores teria dito que conduzia de modo displicente.

Fotos: Altevir F

Fotos: Altevir F

O avanço do sinal vermelho do semáforo, contaram as testemunhas à reportagem, seria a causou da colisão entre um VW Gol e uma Range Rover na noite desta segunda-feira (24), no cruzamento das Avenidas Otávio Santos e Vivaldo Mendes, em Vitória da Conquista.

altevir-f-1

Apesar do semáforo, os incidentes acontecem constantemente no cruzamento.

Um dos condutores teria dito que conduzia de modo displicente, enquanto o outro foi conduzido ao hospital com ferimentos aparentemente leves. Os dois veículos terminaram bastante avariados. Agentes de trânsito do Simtans deram suporte no local e a ocorrência foi registrada pela Polícia Militar.

Chuvas exigem mais atenção do condutor e cuidados com veículo

A chuva é uma das principais causas de acidentes graves em vias e rodovias; estar alerta e adotar alguns cuidados podem evitá-los.

Reprodução1

Imagem Ilustrativa

O período de estiagem no Brasil chega ao fim e a volta das chuvas intensas já pode ser vislumbrada. E elas são uma das principais causas de acidentes graves nas vias e rodovias de todo o país. Por isso, os condutores ao trafegarem em condições de chuva devem ficar alertas e redobrar a atenção, orienta o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Entre os pontos de atenção para evitar problemas em dias chuvosos pode-se destacar as condições dos pneus, dos freios e da luz de freio. A luz de freio, por exemplo, é o alerta para o condutor que vem atrás, se houver necessidade de frear o veículo. Se ela estiver queimada, o condutor não perceberá a frenagem do veículo que vai à sua frente, o que pode motivar a ocorrência de colisão.

A chuva faz também com que a pista fique escorregadia, condição que pode ocasionar deslizamentos em situações de mudança de faixa ou de freadas bruscas. E as poças d´àgua que muitas vezes se formam, podem ser responsáveis pela perda de direção do veículo.

Sendo assim, é ideal que os pneus estejam em boas condições para garantirem a aderência ao asfalto e, desse modo, reduzir os riscos em pistas molhadas. Limpadores de para-brisa são também importantes para a garantia da segurança em dias de chuva, desde que em boas condições de uso.

São dicas simples, mas que podem fazer a diferença entre envolver-se ou não em acidentes em pistas molhadas ou em dias chuvosos.

  1. . Pneus, freio, luz de freio e faróis devem ser mantidos sempre em boas condições

  2. . Pneus devem estar bem calibrados

  3. . Se for mudar de faixa, utilize a seta

  4. . Mantenha distância segura do veículo que vai à frente

  5. . Evite freadas bruscas

  6. . Para evitar vidros embaçados, ligue o ar condicionado ou o desembaçador. Abrir um pouco os vidros também ajuda a não embaçar

Fonte: OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.

Ônibus da Cidade Verde exibem mensagens de direção defensiva

Campanha conscientiza sobre o posicionamento seguro ao se trafegar perto dos ônibus.

Imagens: Cidade Verde

Imagens: Cidade Verde

Parte da frota dos ônibus de Vitória da Conquista, passou a circular exibindo nas partes traseira e lateral mensagens educativas incentivando a direção defensiva. A colaboração da Cidade Verde trás alertas aos condutores de veículos particulares quanto ao respeito e compartilhamento seguro das ruas da cidade. A campanha conscientiza sobre o correto posicionamento ao se trafegar perto dos ônibus.

divulgacao-3

Mantenha-se visível para o motorista do ônibus.

As peças orientam para se evitar o ponto cego. À esquerda do coletivo, uma ilustração aponta para a necessidade do carro ou moto que segue não ficar “escondido” atrás do ônibus.

divulgacao-2

Evite os pontos cego e de impacto.

À direita e nas laterais, a mensagem sinaliza sobre o espaço que o coletivo precisa para fazer manobras em curvas ou rotatórias, indicando as posições que devem ser evitadas para não estar nos pontos cego ou de impacto, além de incentivar a preferência ao transporte público no cotidiano do trânsito.

Antecipar possíveis acontecimentos pode evitar acidentes

Atitudes que dependem única e exclusivamente do cidadão que podem salvar não apenas uma vida, como a de várias pessoas.

ão muitos os exemplos que podem ilustrar as previsões.

ão muitos os exemplos que podem ilustrar as previsões.

Transformar pequenas atitudes no dia a dia e, assim, erradicar comportamentos que levem a situações de risco pode ser a solução da maioria dos problemas que encontramos no trânsito atualmente.  Claro que existe uma parcela de responsabilidade dos órgãos governamentais como a estrutura viária e automotiva brasileira, que deve ser exigida e não esquecida.

De qualquer forma existem atitudes que dependem única e exclusivamente do cidadão que podem salvar não apenas uma vida, como a de várias pessoas.  Por esse motivo, o Portal do Trânsito inicia uma série de dicas, em comemoração a Semana Nacional de Trânsito, divulgando ações que podem efetivamente contribuir com a segurança do trânsito.

Previsão

Segundo os preceitos da direção defensiva, a previsão ocorre simultaneamente com a atenção. Enquanto o condutor observa tudo com atenção, seu cérebro prevê e antecipa possíveis acontecimentos, agindo prontamente, sem ser tomado de surpresa.

São muitos os exemplos que podem ilustrar as previsões. Veja alguns, começando pelos mais óbvios.

Criança

O condutor está dirigindo e uma bola rolando pela via: imediatamente PREVÊ que uma criança distraída venha logo correndo atrás da bola.

Ponto de ônibus

Ao passar por um ponto de parada, um ônibus desembarcando passageiros: ele PREVÊ que algum passageiro distraído tentará atravessar a rua, saindo repentinamente de trás do ônibus.

Veículos estacionados

Dirigindo pela via, você passa por alguns veículos estacionados e que alguns deles têm pessoas dentro e PREVÊ que alguém possa tentar desembarcar, abrindo subitamente a porta do veículo.

Saída de garagem

Logo adiante, um veículo saindo de uma residência, cujo motorista está olhando para outro lado: PREVÊ que ele poderá entrar na via perigosamente, porque não notou a sua presença.

Ciclista

O condutor VENDO que está na iminência de ultrapassar um ciclista, PREVÊ um possível movimento lateral brusco, comum entre os ciclistas.

Carro em ziguezague

Você que o carro à frente está com um comportamento estranho, do tipo ziguezague. É fácil PREVER que aquele motorista está desatento ou com problemas.

Não coloque a sua vida e a dos demais em risco. Esteja atento, preveja situações de risco e esteja pronto para evita-las.

Fonte: Portal do Trânsito.

Carro colide na traseira de moto e fica com roda suspensa

Manter distância e velocidade seguras é indispensável no trânsito.

Fotos: Iran Profeta

Fotos: Iran Profeta

Uma colisão no cruzamento da Avenida Vivaldo Mendes com a Rua Lions Clube, Centro de Vitória da Conquista, provocou uma situação curiosa na manhã desta sexta-feira (16): com o choque na traseira de uma moto que estava parada no semáforo, o carro ficou com uma das rodas suspensa e os dois veículos ficaram, literalmente, enganchados um no outro.

Agentes de trânsito registraram a ocorrência.

Agentes de trânsito registraram a ocorrência.

Ninguém se feriu no acidente e agentes de trânsito do Simtrans sinalizaram a área e registraram a ocorrência.

Esta atento é indispensável no trânsito. Com as ruas cada vez mais ocupadas por carros e motos, manter distância e velocidade seguras exige consciência e compromisso de cada condutor. Confira mais fotos:

manual fiscalizacao transito

alto escola transito rapido

twitter
facebook

ultimas noticias
fevereiro 2017
D S T Q Q S S
« jan    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia