WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Eleições’

Sobre a proposta de regularizar o transporte de passageiros por vans em Vitória da Conquista

Projeto ganhou simpatia de boa parte da população, contudo segue sem maiores explicações sobre aspectos técnicos e legais de como seria implementado.

blog-transitar-7

Conquista se tornou algo como a “Serra Pelada das Vans”.

No próximo domingo (30), Vitória da Conquista retorna às urnas para o segundo turno das eleições municipais. Durante a combativa campanha eleitoral, o transporte público se tornou um dos principais temas debatidos, em parte por razão da proposta de um dos candidatos ao cargo de prefeito, que inclui em seu plano de governo, que eleito, regularizaria o transporte por vans na cidade, hoje considerado irregular pelo município.

O projeto, que ganhou a simpatia de boa parte da população, contudo segue sem maiores explicações sobre como afinal seria implementado, considerando aspectos legais e detalhes técnicos de como o novo sistema operaria. Certo é que Conquista se tornou algo como a “Serra Pelada das Vans”, com gente de toda parte chegando esperançosa com a expectativa sobre as oportunidades que o mercado de trabalho, o transporte por vans, ofereceria para os trabalhadores da categoria.

Há de se considerar que o sistema de transporte público de Vitória da Conquista anda claudicante, o que está longe de ser exclusividade nossa, mas também não pode ser justificativa: são visíveis os passos lentos do atual governo referente ao setor, o que poderia sinalizar as condições de mercado. Milhões de passageiros abandonaram o sistema de transporte público no Brasil nos últimos anos. De acordo com levantamento da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), somente no período entre 2014 e 2015, a queda foi de 9%. A média de pessoas transportadas a cada 30 dias caiu de 382,3 milhões para 347,9 milhões. Na prática, são menos 3,22 milhões de usuários pagantes por dia. Não é à toa que  o sistema de transporte urbano do Brasil, operado por ônibus, transportava 60 milhões de pessoas dez anos atrás e hoje transporta 40 milhões. As causas seriam a falta de infraestrutura para o sistema. “A produtividade do setor é prejudicada por causa da queda da velocidade operacional – resultado da falta de corredores e até de faixas exclusivas -, o aumento dos custos dos insumos do setor e a competição com o transporte individual” afirma Otávio Cunha, presidente da NTU.

:: LEIA MAIS »

Fabrício propõe plano de ação para o trânsito

Plano de governo planeja descentralizar o terminal da Lauro de Freitas e investir na educação.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Jean Fabrício, candidato a prefeito de Vitória da Conquista pelo PC do B, conversou com o Blog Transitar sobre suas propostas para o trânsito e transporte.

Segundo o candidato é preciso diagnosticar, elaborar  e executar um plano de ação para o trânsito, descentralizar o terminal da Lauro de Freitas e investir na educação. Confira a entrevista:

Blog Transitar   De acordo o último levantamento do Denatran, Vitória da Conquista possui uma frota de mais de 120 mil veículos. Há de se considerar ainda a enorme frota flutuante vinda de toda a Região Sudoeste e Minas Gerais.

Eleito, como o sr. iria trabalhar o complexo assunto da engenharia focando o binômio segurança-mobilidade?

Jean Fabrício – A primeira ação será realizar um diagnóstico sobre a situação do trânsito conquistense, levando em conta os dados do SIMTRANS. Com base nesses dados poderemos elaborar e executar um plano de ação. Um de nossos compromissos assumidos é a revitalização do Centro da cidade. Vamos também descentralizar o terminal de ônibus Lauro de Freitas, transformando-o em um terminal de transbordo para uma malha mais ampla, com múltiplos pontos de embarque/desembarque.

Vamos ampliar a rede de vias cicláveis, o que inclui ciclovias, ciclofaixas, faixas compartilhadas. E a Prefeitura ampliará os pontos de táxi nos bairros, de forma a garantir o serviço ao cidadão. Implantação de política pública extensiva para garantir acessibilidade universal à toda a frota de ônibus coletivos e demais equipamentos urbanos de transporte, terminais, estações de transferência e travessias de pedestres. São ações que vão impactar positivamente o trânsito do município.

Blog Transitar 2016 registra 50 mortes no trânsito do município. Um recente levantamento do Governo de São Paulo apontou que 94% das mortes viárias naquele estado são resultado de falhas humanas.

Como o sr.  pretende lidar no seu governo com a conscientização das pessoas para a necessidade da cultura de segurança no trânsito?

Jean Fabrício – O diagnóstico citado na pergunta anterior também nos fornecerá dados para lidar com essa problemática. Vamos levar a educação de trânsito para todas as escolas públicas, com ênfase na segurança do pedestre e também criar o programa “Escola”, com melhoria da sinalização no entorno dos prédios escolares e criação de programa de orientação de entrada e saída de alunos, além de investir em campanhas educativas permanentes que abordem os principais fatores de risco no trânsito: álcool, velocidade excessiva, avanço de sinal e desrespeito ao pedestre. Ainda vamos implantar e manter semáforo para pedestres em todos os cruzamentos de maior fluxo e faixa de pedestres nas ruas de menor fluxo. Em paralelo, vamos incentivar a fiscalização e punição de infrações para coibir a direção irresponsável.

Blog Transitar  Comprovadamente, onde há fiscalização acontece a diminuição do índice de acidentes de trânsito. Hoje as próprias pessoas falam da necessidade da fiscalização eletrônica em Conquista.

Seu plano de governo contempla a implementação de radares e lombadas eletrônicas? E com relação ao aparelhamento do Simtrans e os agentes de trânsito?

Jean Fabrício – A partir de um diagnóstico e da viabilidade orçamentária vamos avaliar a necessidade desses equipamentos. Os SIMTRANS será valorizado e instrumentalizado para que possa prestar um serviço eficiente e de qualidade.

Blog Transitar –  A nível de Brasil, 80% das ruas são ocupadas por veículos particulares, enquanto os ônibus ficam com apenas 20%. Em contra partida, os coletivos transportam quatro vezes mais o número de passageiros. Por ano, o transporte por ônibus perde perto de um milhão de usuários: um terço da população brasileira é obrigada a fazer a pé ou bicicleta o trajeto casa-trabalho por não terem dinheiro para a tarifa, ou pelos sistemas não contemplarem suas necessidades (itinerário, horário, tempo de viagem, lotação, viagens não realizadas…)

Como seu governo pretende deixar o transporte coletivo de Conquista mais acessível à população do ponto de vista do custo da tarifa e da qualidade do serviço?

Jean Fabrício – Em primeiro lugar, a Prefeitura agirá para que as empresas prestadoras de transporte coletivo cumpram o que rege o contrato. Vamos construir e implantar uma política pública extensiva para garantir acessibilidade universal à toda a frota de ônibus coletivos e demais equipamentos urbanos de transporte, terminais, estações de transferência e travessias de pedestres. Além disso, buscaremos a adaptação de todos os equipamentos urbanos de transporte para pessoas com deficiências em respeito à legislação federal que trata do assunto. Esse tema será discutido permanentemente pelo Conselho de Transportes e outros organismos.

Arlindo quer priorizar segurança do pedestre e transporte coletivo

Candidato defende diminuição do custo social do transporte particular.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Arlindo Rebouças, candidato a prefeito de Vitória da Conquista pelo PSDB, conversou com o Blog Transitar sobre suas propostas para o trânsito e transporte.

Segundo Rebouças, seu governo priorizaria a segurança e conforto dos pedestres, a fiscalização eletrônica de velocidade nas principais avenidas da cidade, além de políticas públicas que valorizem a diminuição do custo social do transporte particular através do transporte por ônibus. Assista o vídeo:

Candidatos a prefeito de Conquista apresentam propostas para o trânsito e transporte ao Blog Transitar

Engenharia, educação, fiscalização e transporte coletivo foram os temas das entrevistas.

Imagem: Blog do Marcelo

Imagem: Blog do Marcelo

Propostas para o trânsito e transporte estiveram presentes em todos os discursos dos candidatos ao cargo de prefeito de Vitória da Conquista. Com o objetivo de alargar a discussão das propostas, contribuindo para o melhor esclarecimento do eleitor, o Blog Transitar convidou todos os candidatos a nos conceder entrevistas.

A engenharia de tráfego, educação sobre o trânsito, fiscalização e transporte coletivo seriam os temas do bate-papo, aceito apenas por dois, dos sete candidatos: Arlindo Rebouças (PSDB) topou conversar em vídeo e Jean Fabrício preferiu falar via e-mail.

Médicos e especialistas contra o aumento da velocidade nas ruas

Campanha apartidária alerta para os riscos de aumentar velocidade nas ruas de São Paulo.

Do Catraca Livre 

Imagem: Catraca Livre

Imagem: Catraca Livre

O médico Drauzio Varella criticou duramente a intenção de candidatos à prefeitura de São Paulo de aumentar a velocidade das ruas de São Paulo. “É um crime, uma demagogia barata da pior espécie, estão colocando a busca do voto acima da segurança da população”.
Segundo ele, “está mais do que provado mundialmente que mais velocidade significa não apenas mais acidentes, mas também acidentes mais graves. Espero que os candidatos tenham um mínimo de bom senso de, passada a eleição, esquecer esse crime contra a saúde”.
Esse assunto, segundo ele, nunca deveria ser orientado pela “demagogia eleitoral”.

Ele apelou: “Pelo amor de Deus, falo com médico, pai e avô, não coloquem vidas em risco”.

Não para de crescer a indignação contra a proposta de candidatos à prefeitura de São Paulo de aumento de velocidade nas ruas.

Ex-presidente do Departamento Estadual de Trânsito ( Detran) e candidato a vereador em SP pelo PSDB, Daniel Annenberg diz ao Catraca Livre: “Apoio a campanha de vocês. Sou contra a posição do meu partido de aumentar a velocidade nas ruas. Vou fazer o possível para João Dória rever essa posição que coloca vidas em risco”.

É posição semelhante de Floriano Pesaro, também do PSDB: ” Aumentar velocidade vai contra um projeto de modernidade. O Catraca Livre está certo”.

Apuramos que entre vários assessores de João Dória há um esforço para fazer com que ele abandone esse projeto, uma vez que, se eleito, um eventual aumento de mortes e acidentes desgastaria seu governo. “O bom senso vai imperar”, afirma Annenberg, que foi o responsável pela criação do Poupatempo.

O vereador José Police Neto, do PSD, principal partido de apoio de Marta Suplicy ( PMDB), afirma: “Aumentar a velocidade é um crime. Vou fazer o possível e o impossível para que nossa candidata mude de posição. Estou convencido, até porque ando de bicicleta sempre nas ruas, que mais velocidade é mais tragédias. Especialmente com os mais vulneráveis”.

O vereador Eliseu Gabriel, ex-professor de física, é do PSB, partido que apoia Dória. “Não faz sentido Dória empunhar a bandeira da modernidade e defender aumento da velocidade. Modernidade é redução da velocidade. Basta ver o que fazem em Nova York ou Paris. Como professor de física, entendo o que a maioria das pessoas têm dificuldade de entender. Menos velocidade significa mais congestionamento, devido ao efeito das paradas abruptas”.

Em entrevista à Folha, Horário Figueira, consultor de tráfego de trânsito, disse: “É um crime aumentar a velocidade. Se eles fizerem isso, vão ter que assumir as mortes”.

Conversamos com o especialista Thiago Hérick de Sá, pesquisador da Faculdade de Saúde Pública da USP/

“A maior velocidade no trânsito não apenas causa mais acidentes, mas também causa mais lesões, lesões mais sérias, mata mais e mata sobretudo os mais vulneráveis – crianças, idosos, pessoas com restrição de mobilidade – que são justamente aqueles que menos se beneficiam do espaço público. Não existe cidade saudável, humana e boa para se viver sem a presença de todos nas ruas.
“São Paulo não pode caminhar na contramão dos consensos mundiais – Habitat-III, Acordos de Paris, Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – sobre o que seria uma cidade do futuro, saudável, inclusiva e humana. Também não pode ignorar a evidência científica disponível.”

Acesse AQUI a matéria completa do Catraca Livre.

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia