WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ultimas noticias
ultimas noticias

link conquista

:: ‘Tecnologia’

5 formas para você saber que seu carro está em boas mãos

Seu carro merece os melhores cuidados com os melhores profissionais. A Sua Oficina Online mostra práticas executadas nas oficinas ruins para que você fuja delas.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Quando se precisa de serviços mecânicos, sempre surge aquele receio sobre uma possível “empurroterapia”. A falta de informação faz com que os clientes desconfiem dos profissionais responsáveis, temendo possíveis golpes. Para que este medo acabe, Sua Oficina Online*explica cinco truques bem comuns feitos pelos prestadores de serviço que você deve evitar.

 1. “O seu óleo está baixo”. Será?

É comum o mecânico ou frentista medirem o óleo quando o carro para na oficina ou posto e informar ao cliente: “o seu óleo está baixo”. Esta afirmação pode ser bastante questionável já que a medição com o motor quente deixa o líquido menos viscoso. Ele também pode estar percorrendo o motor ainda. A medição deve ser feita com o óleo frio para que ele esteja inteiro no reservatório. Recomendamos que a medição seja feita de 10 a 15 minutos após o desligamento do veículo. Lembrando que o excesso de óleo também é prejudicial e pode sujar as velas e as válvulas, além de danificar o catalisador.

O mesmo vale para o líquido de arrefecimento (água do radiador). Além de afetar o resultado da medição, fazê-la com o motor quente pode espirrar o fluido ou o vapor e acabar queimando quem estiver manuseando a peça. É preciso usar luvas grossas e óculos de proteção quando abrir o reservatório.

 2. A “empurroterapia” da cambagem

:: LEIA MAIS »

Em tempo real: Cidade Verde lança aplicativo que permite acompanhar localização do ônibus

App trás comodidade a usuários do transporte coletivo de Vitória da Conquista.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Sabe aquela sensação ruim de ficar esperando o ônibus no ponto, com a desconfiança que o coletivo já pode ter passado e você ficado para trás?

O aplicativo CittaMobi lançado recentemente pela viação Cidade Verde, promete acabar com esse desconforto facilitando o dia a dia dos usuários da empresa em Vitória da Conquista: o app informa em tempo real a localização dos coletivos. A ferramenta, desenvolvida através dos departamentos de TI, ouvidoria e laboratório de imagens a bordo em parceria com uma empresa de monitoramento de frota, permite aos passageiros, através do celular, saber quanto tempo falta para o ônibus passar no seu ponto. Através do aplicativo é possível consultar de casa ou do trabalho, o que faz ganhar alguns minutos em suas atividades, ou ficando menos tempo no ponto.

Baixe o CittaMobi faça seu cadastro e o das linhas que você utiliza. As informações são da Assessoria de Comunicação.

CNH Digital entra em vigor a partir de fevereiro

Documento terá o mesmo valor jurídico da tradicional impressa.

 Foto: José Cruz / Agência Brasil / CP

Foto: José Cruz / Agência Brasil / CP

Uma versão eletrônica da carteira de habilitação foi aprovada na terça-feira (25), durante reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), conforme a proposta do ministro das Cidades, Bruno Araújo. A Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) é a versão virtual do documento com o mesmo valor jurídico da impressa.

“Com isso, quem esquece a CNH em casa não estará sujeito a multa e pontos na carteira. Basta apresentar o documento digital”, diz o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Com a ferramenta, os motoristas poderão apresentar o documento, de porte obrigatório, em formato digital, que poderá ser comprovado pela assinatura com certificado digital do emissor ou com a leitura do QRCode.

Além disso, com o dispositivo, agentes de trânsito poderão consultar dados de documentos por meio de um aplicativo de celular, que está em fase de testes, que fará a leitura do QRCode, como já é realizado com a versão impressa, que continua sendo emitida normalmente.

Como vai funcionar:

Cadastro: o usuário realiza o cadastro no Portal de Serviços do Denatran e requer o uso de certificado digital, para isso, p acesso deve ser efetuado por um equipamento que permita o uso desse certificado.

Ativação do cadastro: será enviado um link para o e-mail informado. Em seguida deverá realizar o login pelo aparelho que deseja ter sua CNH digital.

Segurança: no primeiro acesso, será preciso criar um PIN para armazenar seus documentos com segurança. Inserir o PIN criado para poder visualizar seus documentos.

Exportar: a CNH eletrônica, conferido autenticidade aos dados do documento através da assinatura digital do Denatran. Essa autenticidade pode ser verificada no Assinador Digital.

Bloqueio: caso necessite bloquear o aparelho para impedir o uso de sua conta e acesso aos seus documentos, deve acessar o Portal de serviços do Denatran com o certificado digital e solicitar o bloqueio.

As informações são do Zero Hora.

OBSERVATÓRIO lança aplicativo com os conteúdos de educação para o trânsito

Ideia é facilitar a busca por conteúdos relacionados ao trânsito, melhorando a percepção das questões relativas à segurança viária de quem trabalha na área e também do cidadão comum.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Com o intuito de divulgar conteúdos técnicos, educativos, novidades da legislação, e notícias, o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária lançou na última semana o aplicativo ONSV Educação. A ideia é facilitar a busca por conteúdos relacionados ao trânsito, levando a informação onde você estiver, além de divulgar os materiais produzidos pelo OBSERVATÓRIO e, principalmente, melhorar a percepção das questões relativas à segurança viária de quem trabalha na área e também do cidadão comum.

O aplicativo tem cinco abas, onde você poderá ver:

  1. Os vídeos educativos e de conscientização para um trânsito seguro.

  2. Os tweets publicados com links para as notícias atualizadas do mundo trânsito.

  3. Aqui você confere a sua pontuação.

  4. Empresas e entidades mantenedoras do OBSERVATÓRIO.

  5. Link direto para o site do OBSERVATÓRIO.

Com o app ONSV Educação você terá informações de várias áreas e poderá compartilhar com quem quiser.

E não é só isso: conforme você assiste aos vídeos e/ou compartilha, tanto os vídeos quanto os twittes, você soma pontos e terá vantagens, junto aos parceiros do OBSERVATÓRIO. Na terceira aba do app, você confere os pontos acumulados e poderá garantir vários benefícios que serão construídos ao longo do tempo.

A cada nova informação no seu ONSV Educaçãoum ícone com o logo do OBSERVATÓRIO aparecerá no canto esquerdo do seu celular. Assim, você não perde nada que está sendo publicado.

Para você que trabalha na área, nosso corpo técnico estará atento a tudo o que de mais novo for divulgado pelos órgãos competentes e trará um resumo o mais rápido possível sobre o assunto. Assim você fica sempre informado e não perde as novas Resoluções, mudanças na legislação, ou mesmo alguma discussão importante.

Digite ONSV Educação na sua loja de apps, tanto no sistema IOS, como também Android e divulgue um trânsito mais seguro.

Baixe o aplicativo do Observatório!

Informações, novidades e muito mais!

As diferenças de um capacete profissional para um capacete amador

Atenção ciclistas! Uma dúvida muito comum na modalidade: capacetes.

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Uma dúvida bem frequente que os ciclistas possuem é sobre quais equipamentos adquirir para obter a melhor performance nos treinos e competições. Um destes itens é o capacete.

O que diferencia um capacete de nível profissional de um equipamento simples, comum, e principalmente “baratinho”?

Atletas profissionais e amadores que se dedicam à competições, quando atingem um alto nível de performance necessitam buscar pontos para melhorar seus desempenho em fatores além dos treinamentos.

Um destes itens é o capacete! Equipamentos profissionais oferecem características não encontradas naqueles mais simples, como por exemplo alta resistência com baixo peso, fixação precisa na cabeça, aerodinâmica e materiais de alto nível.

:: LEIA MAIS »

Reunidos em Salvador, Detrans discutem novas tecnologias de trânsito

Detran BA

Evento oferece feira de equipamentos e serviços com novidades nas áreas de tecnologia e mobilidade (Foto: Detran-BA)

O 2° Congresso Brasileiro da Associação Nacional dos Detrans (And) foi aberto, nesta quarta-feira (26), no Othon Palace Hotel, em Salvador, com a presença de mais de mil pessoas e a apresentação do robô educativo do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA). O diretor-geral do órgão, Lúcio Gomes, ressaltou a escolha do tema do evento – “Tecnologia no Trânsito e Cidades do Futuro”-  como um marco na apresentação de propostas para facilitar o acesso do cidadão aos serviços dos Detrans e reduzir o número de acidentes. “Esse tem que ser um esforço conjunto, no desenvolvimento de novas ferramentas tecnológicas e ações educativas. A Bahia tem trabalhado nesse sentido, melhorando o atendimento e levando as boas práticas de trânsito para a rede pública de ensino”, declarou Gomes.

Durante a solenidade, tomou posse o novo presidente da And, o diretor-geral do Detran-AL, Antônio Carlos Gouveia. “A Bahia nos recebe com sua hospitalidade característica para este encontro em defesa da sociedade. A nova diretoria da And pretende trabalhar por uma entidade mais forte, com a colaboração de todos os estados”, disse Gouveia.

Serão sete mesas de debates, com 30 palestrantes e 74 trabalhos técnicos em exposição, além de oficinas do Detran-BA. Os participantes também poderão visitar a feira de equipamentos e serviços, com as novidades nas áreas de tecnologia e mobilidade. O congresso termina nesta quinta-feira (27). Fonte: Detran BA.

Você-fiscal: aplicativo permite “dedurar” infração de trânsito com foto e vídeo

Aplicativo permite denunciar infração cometida por outros condutores.

Foto: Albari Rosa | Gazeta do Povo

Foto: Albari Rosa | Gazeta do Povo

O aplicativo Capester, que permite a qualquer cidadão enviar “dedurar” infrações de trânsito aos órgãos fiscalizadores, é uma das apostas tecnológicas da prefeitura de Porto Alegre para tentar disciplinar os condutores. O app foi fundado pelo empreendedor israelense Ohad Maislish, e já opera em 11 cidades, em países como Israel, Colômbia e Polônia. Além da capital gaúcha, a empresa quer expandir suas atuações no Brasil e operar em São Paulo e no Rio de Janeiro, em breve.

Funciona assim: qualquer pessoa que tenha o aplicativo instalado pode subir vídeos ou fotos no sistema. Não há necessidade de registro e o envio é anônimo, para evitar temores de possíveis retaliações. O próprio app identifica se há, realmente, descumprimento de alguma norma de trânsito e se certifica de que o condutor e o automóvel estão registrados na cidade. O conteúdo então é encaminhado para a fiscalização da prefeitura.

“Primeiro, os vídeos passam por uma ferramenta de inteligência artificial que filtra tudo. Trabalhamos apenas com o material comprovadamente de denúncia”, explica o assessor técnico da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC) Augusto Langer, responsável pela implementação do Capester na cidade.

Se confirmada a infração, uma notificação é enviada ao motorista – mas sem multa, apenas em caráter educativo.

Funcionou com o corretor de imóveis Paulo Roberto Prange, que estacionou em local indevido. Ele foi flagrado, recebeu carta em casa e garante que não repetirá a conduta. “Se fosse uma multa, eu pagaria e esqueceria. Mas essa forma me tocou.” Em um mês, a EPTC recebeu em Porto Alegre quase 500 denúncias e enviou 86 cartas de notificação a motoristas infratores flagrados. As informações são da Gazeta do Povo.

Quais os limites para a fiscalização eletrônica de trânsito?

Por Mércia Gomes*

Imagem Ilustrativa |Nova Rodrigues

Imagem Ilustrativa |Nova Rodrigues

• Art. 227 – Comprovação eletrônica da infração de trânsito

É claríssimo que a cada semana temos os noticiários divulgando que o número de autuações aumentaram nas capitais.

Em São Paulo, por exemplo, foi instalado nas principais vias de acesso, aparelhos eletrônicos para controle de velocidade em até 50 km/h, o que de fato acompanhou o aumento das autuações, alguns preferem dizer que os radares se proliferam pelo Município, outros que não sabiam da alteração em relação a diminuição da velocidade. Destaca através de pesquisa que na Capital paulistana, nos 3 (três) primeiros meses houve aumento de 90% de autuações, isso apresenta mais de 3 milhões de condutores com pontuação no prontuário de motorista.

Em comparação às outras Capitais, o aumento das autuações não difere da grande Metrópole – São Paulo, já que Salvador, Porto Alegre, entre outras, também estão obtendo a evolução em expedição de multas aos condutores, mas, em contra partida, sendo especifica, em São Paulo, diminuiu o número de mortes e acidentes de trânsito, o que é grande evolução.

Em analise a essa alteração na vida dos condutores, devemos observar que de fato a educação no trânsito ainda deixa a desejar, já que se houve aumento de autuações, significa que a maioria dos condutores não prestam atenção nas sinalizações, nem mesmo nos destaques apresentados pela mídia, campanhas, e jornais em rede nacional.

Ademais, os condutores persistem em querer discutir dentre a frase “indústria de multas”, ora veja, a publicidade é extensa quanto às alterações e fiscalização, claro que ainda os órgãos deixam a desejar quanto aos trabalhos serem levados para toda população em sede de aprendizado pela legislação, haja vista à ausência da devida sinalização nos municípios, sendo essas em desconformidade com a legislação.

:: LEIA MAIS »

Tecnologia: São Paulo cada vez mais conectada com os passageiros do ônibus

Wi-fi, ar condicionado, aplicativos, entradas USB e outras inovações tecnológicas modernizam o transporte público e contribuem para melhorar a qualidade da mobilidade na maior cidade do País.

Press Release 

Foto: Sidnei Santos

Foto: Sidnei Santos

Todos os dias, 3,8 milhões de pessoas embarcam nos ônibus urbanos em São Paulo apenas com o toque de um cartão no leitor de um validador eletrônico. Uma parte delas também já entra em coletivos fabricados há menos de um ano e tem a possibilidade de ligar um notebook ou sincronizar o celular em um sistema de wi-fi gratuito para se conectar à internet. E mais: se a bateria do telefone ou computador estiver fraca, há tomadas com entradas USB para recarregar na hora os aparelhos eletrônicos. Tudo isso dentro de um ônibus em movimento. Esse é o futuro que já começa a ser vivido em São Paulo, a maior metrópole do País, com 462 anos recém-completados em janeiro e onde vivem nada menos que 12 milhões de pessoas.

O investimento na melhoria constante do sistema de transporte coletivo, a partir da tecnologia, está levando os paulistanos a começarem a vivenciar uma nova forma de se relacionar com os ônibus como alternativa de deslocamento diário para seu trabalho, sua escola, seu lazer e sua casa.

Atualmente já são 362 ônibus com wi-fi, 602 com ar condicionado, 164 com tomadas USB e 2.381 veículos entre articulados e biarticulados, com câmeras que auxiliam no embarque e desembarque de passageiros. Esses ônibus se somam aos outros 12.377 veículos da frota que foram equipados com novos validadores e apresentam tecnologia avançada, com capacidade de armazenamento e transmissão de dados que coíbem possíveis fraudes. Aos poucos, toda a frota de ônibus urbano estará equipada com os dispositivos de tecnologia, uma mudança que até muito pouco tempo seria impensável na cidade.

:: LEIA MAIS »

Pegue a estrada com responsabilidade

Ferramentas de trânsito podem ser perigosas se forem mal utilizadas.

Por Aline Marinho/
Jornal do Trem & Folha do Ônibus

Foto: José Palaez

Foto: José Palaez

O final do ano é um dos períodos com maior volume de carros nas estradas do Brasil. Isso acontece porque a população deseja fugir um pouco da realidade após um longo período de trabalho.

Nessa época, é importante que o motorista redobre os cuidados, principalmente com a manutenção do veículo. Fazer a revisão antes de pegar a estrada é de extrema importância para uma viagem segura. Porém, engana-se quem pensa que essa é a única maneira de garantir um itinerário estável. Para quem depende de GPS ou de aplicativos de trânsito, o cuidado deve ser redobrado. Se usados de maneira incorreta, esses aparelhos podem causar distração ao condutor do veículo e, consequentemente, gerar acidentes graves.

 Riscos no trânsito

O GPS e os aplicativos de trânsito são ferramentas interessantes para conduzir o motorista em locais desconhecidos, porém, devem ser utilizados de maneira consciente, pois causam distração para o condutor do veículo. “Essas ferramentas são muito importantes, pois orientam os motoristas em qualquer lugar que eles estejam, porém, causam desatenção. No momento que a pessoa olha o celular ou o GPS ela deixa de prestar atenção no trajeto. Um segundo pode fazer toda a diferença. Um pedestre, por exemplo, pode entrar em um dos pontos cegos do carro e causar um acidente”, afirma a especialista em segurança de trânsito, Salete Romero.

Segundo a especialista, 95% do deslocamento humano – seja ele a pé, de carro ou moto – depende da atenção. Além disso, Salete exalta a importância de dirigir, não apenas para si, mas pelas outras pessoas que transitam pelas ruas e estradas. “No momento que você está no volante a pessoa mais importante da sua vida é aquela que está ao seu redor. São os pedestres, os ciclistas, os motoqueiros e os outros motoristas. Se há distração, mais de uma vida é colocada em risco”, afirma.

Lembrando que o uso do GPS e dos aplicativos não é proibido, mas há maneiras corretas de utilizá-los sem causar qualquer tipo de problema.

Uso consciente

Antes de sair de casa, o motorista deve tomar alguns cuidados em relação às ferramentas de trânsito. “O correto é utilizar comandos de som e voz – do GPS ou dos aplicativos – pois o motorista não precisa visualizar a tela do equipamento. Outro fator importante é que o condutor do veículo faça toda a programação antes de iniciar o trajeto, evitando assim, maiores distrações”, afirma Gerson Burin, coordenador técnico do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

É importante salientar que os aparelhos devem ser conectados em suportes específicos. Deixá-los no painel do carro ou até mesmo apoiados na perna, são erros que devem ser evitados a todo custo.

“Uma sugestão interessante – que auxilia o motorista na hora de pegar a estrada – é estudar o trajeto antes de sair de casa. Acessar o Google Maps ou os guias manuais são boas alternativas. Depender apenas dos aparelhos é um risco”, afirma Salete.

“A configuração do equipamento também é fundamental para evitar problemas. Habilitar as opções de utilização das vias principais, muitas vezes, reduz a chances de ser direcionado para caminhos mais complicados”, completa Gerson.

Créditos: Renan Monteiro

Créditos: Renan Monteiro

manual fiscalizacao transito



ultimas noticias
setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia